O interesse de pesquisa do Google para o termo Bitcoin subiu para um novo recorde de seis meses

LinkedIn

O interesse de pesquisa do Google para o termo Bitcoin subiu para um novo recorde de seis meses, com o preço do BTC registrando ganhos massivos durante o mesmo período. Na verdade, as pessoas agora estão pesquisando o termo “Bitcoin” mais do que o termo “Donald Trump”.

Não é segredo que o interesse público em “Bitcoin” e em tudo relacionado aumenta à medida que o preço do BTC se move. As pessoas estão naturalmente curiosas sobre o que está causando um aumento no preço do ativo digital. Eles também querem saber o que é Bitcoin e se agora é um bom momento para realizar, comprar ou vender.

O recente aumento de preço do Bitcoin começou realmente a atrair mais pessoas pesquisando sobre o ativo digital. Atualmente, o número de buscas é o maior desde meados de dezembro de 2018. Além disso, esse número é projetado para atingir níveis não vistos desde o pico do preço do final de 2017.

As tendências de pesquisa do Google mostram que no início de abril, por exemplo, quando o bitcoin inicialmente saiu de sua queda de baixa. As pesquisas do Google por bitcoin aumentaram. Hoje o Bitcoin é mais popular do que outros grandes termos de pesquisa, como SpaceX, Tesla, Elon Musk e até mesmo Donald Trump.

Na verdade, os dez principais países mais interessados em Bitcoin agora são Nigéria, África do Sul, Gana, Países Baixos, Áustria, Suíça, Cingapura, Eslovênia, Austrália e Alemanha. Nos EUA, os estados onde o Bitcoin está sendo procurado agora mais do que Donald Trump podem surpreendê-lo. Os 10 principais estados são Havaí, Nevada, Califórnia, Washington, Nova york, Utah, Colorado, Nova Jersey, Distrito da Colombia e Alasca.

O volume de tweets e o Índice de Volume de Pesquisa do Google (SVI) foram os principais indicadores de preço para Bitcoin e Ethereum, de acordo com um estudo publicado pela Southern Methodist University

No entanto, este estudo específico concentrou-se principalmente no aumento de preços no final de 2017 e no interesse de varejo simultâneo que provavelmente impulsionou o aumento para US$ 20 mil. Notavelmente, ele descobriu que o volume do Tweet é um indicador muito mais confiável de aumento de preço em potencial do que as pesquisas do Google – que tendem a atrasar as movimentações de preço.

As pesquisas do Google mostraram que começaram subir um dia ou dois depois. Por exemplo, o aumento espontâneo de US$ 1.000 ocorrido em 1º de abril foi seguido por um aumento nas pesquisas nos dias 2 e 3 de abril. Ao mesmo tempo, o volume do Tweet para #bitcoin tem aumentado constantemente desde março. Atualmente, é cerca de 30 mil por dia, embora ainda menor em relação ao período anterior a novembro-dezembro de 2018.

Indicadores relevantes como o Mayer Multiple e muitos analistas de mercado também sugerem que o mercado de queda chegou ao fim.

Por Rafael Ferreira

 

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário