A Ripple anunciou oficialmente a abertura de um escritório no Brasil

LinkedIn

A Ripple, empresa responsável pela emissão e desenvolvimento da terceira principal critpomoeda do mercado, o XRP, anunciou oficialmente a abertura de um escritório no Brasil que cuidará de toda a operação da fintech na América Latina, conforme comunicado compartilhado com o Cointelegraph em 08 de junho.

O anuncio oficial será feito durante o CIAB Febraban, que acontece dias 11 e 13 de junho em São Paulo, e é considerado o principal evento do setor bancário da América Latina. O evento contará com os principais bancos do Brasil. O escritório no Brasil será comandado por Luiz Antonio Sacco, executivo com larga experiência em serviços financeiros, meios de pagamentos e tecnologia, que assume como Diretor Geral.

 “Estamos empolgados em expandir nosso ecossistema na região e trazer mais instituições financeiras conectadas à RippleNet, o que irá contribuir para a maior eficiência dos pagamentos globais e, principalmente, uma melhor experiência aos seus clientes. O Brasil é líder em inovação no setor de fintechs e a Ripple tem se diferenciado neste setor, pois disponibiliza soluções já comprovadas para resolver problemas reais, abrindo caminhos para o restante do continente sul-americano”, explica Sacco.

Segundo o comunicado, a Ripple já possui três clientes no Brasil, o Santander Brasil, BeeTech Global e o Banco Rendimento todo usando a RippleNet. Além disso a empresa destaca que o investimento no Brasil vai além de oferecer soluções para instituições financeiras e passa também por educação e formação, por isso, a Ripple se comprometeu a investir em universidades brasileiras de ponta, como a Universidade de São Paulo (USP) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), trabalhando com mais de 15 professores nas duas instituições para apoiar a pesquisa e o desenvolvimento técnico em diversas disciplinas, como direito, negócios e engenharia.

“Acreditamos que as instituições de ensino terão papel fundamental no avanço das aplicações em blockchain. A USP e a FGV são instituições inovadoras que, além de estarem investindo em pesquisa de novos usos para o blockchain, estão capacitando seus alunos em novas tecnologias que significarão novas oportunidades de carreira”, explica Sacco.

A Ripple prometeu recentemente um maior grau de precisão para os volumes e vendas de XRP. A empresa promete tomar medidas para lidar com essas preocupações colaborando com parceiros no espaço, avaliando sua abordagem ao relatório de dados XRP e “adotando uma abordagem mais conservadora para as vendas de XRP neste trimestre”. A Ripple observa que, como conseqüência, as vendas da XRP o segundo trimestre de 2019 será consideravelmente menor do que no primeiro trimestre

“Em janeiro de 2019, a Ripple ultrapassou os 200 clientes na RippleNet. A companhia tem experimentado um alto crescimento na sua base de clientes em todos os mercados, e o lançamento no Brasil é uma resposta à alta demanda de toda a América do Sul. Temos sorte de ter o Luiz a bordo para continuar a expandir nossa presença local e ajudar a resolver os desafios dos pagamentos entre fronteiras”, diz Eric Van Miltenburg, vice-presidente sênior de Operações Globais.

Por Cassio Gusson

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário