Programa da Microsoft de agricultura que aplica drones e blockchain pode ser utilizado no Brasil

LinkedIn

A gigante global de computação Microsoft, registrou no Brasil uma série de aplicações voltadas para a agricultura. A Suíte de aplicações voltadas para o campo vem sendo chamada de Microsoft Farmbeats, e envolve aplicações com IoT, drones, Inteligência Artificial, Big Data, Clound e Blockchain.

O programa da Microsoft voltado para a agricultura coleta grandes quantidades de dados das fazendas usando diversas tecnologias desde sensores terrestres a drones. Atualmente o FarmBeats já foi aplicado em fazendas nos EUA, Índia, Nova Zelândia e Quênia, alcançando resultados importantes como a redução de 30% no consumo de água, e de 44% no tempo de controle de PH.

“O Brasil é um dos primeiros países que vem a mente quando pensamos em agricultura. Desenvolvemos o FarmBeats de maneira que sua tecnologia pudesse ser aplicada aqui e em outros países em desenvolvimento”, disse a revista Época, Ranveer Chandra, cientista-chefe global da Azure e responsável pela criação do projeto.

Chandra destacou ainda que o Brasil precisa transformar sua agricultura por meio da coleta e processamento de dados ‘inteligente’, “Mas essa opção não é acessível e por isso não pode ser aplicada em larga escala” e que uma expansão na modernização do setor no Brasil precisa ser subsidiada pelo governo “da mesma forma que fazem com fertilizantes”, disse.

O registro do Microsoft Farmbeats bem como as aplicações que ele oferece usando blockchain e outras tecnologias já foi aprovado pelo INPI, fato que deve iniciar a divulgação comercial do serviço pela empresa.

A Microsoft está construindo uma rede de identidade descentralizada (DID) na blockchain do Bitcoin. A empresa afirmou que a infraestrutura, conhecida como Identity Overlay Network (ION), é baseada em um conjunto de padrões abertos desenvolvido em conjunto com a Decentralized Identity Foundation.

Por Cassio Gusson

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário