Bovespa: Índice de ações do setor financeiro fecha em baixa de -0,36% nesta segunda-feira, 15 de julho de 2019

LinkedIn

SÃO PAULO, 15 de julho de 2019 (ADVNEWS) – O Índice de ações do setor bancário da BM&FBovespa fechou o pregão desta segunda-feira cotado em 12.183,75 pontos – uma desvalorização de -0,36% em relação ao pregão anterior.

Constituído pelas empresas de capital aberto mais significativas do setor de instituições financeiras do Brasil, o IFNC tem como objetivo mensurar o desempenho das empresas deste segmento.

Ao longo do dia, a cotação do índice oscilou pouco, registrando uma diferença de 187,36 pontos entre os valores mínimo (12.130,83) e máximo (12.318,19) obtidos pelo indicador.

No total, 29.581 negócios envolvendo as ações que compõem a carteira de ativos do Índice de Instituições Financeiras foram realizados durante o pregão, movimentando mais de 83.077.600 ações.

Com a desvalorização de hoje, o IFNC acumula uma alta de +50,54% nos últimos doze meses. No ano, o índice acumula uma alta de +20,31%.

Desempenho das principais ações componentes do Índice IFNC no pregão de 15 de julho de 2019

Um total de 28.939 negócios foram realizados envolvendo as ações preferenciais e ordinárias do Bradesco – maior banco privado do país. Esses negócios envolveram a transação de 13.173.500 ações da empresa e a movimentação de R$ 945.304.013,00

* As ações ordinárias da Bradesco fecharam cotadas em R$ 34,02 – uma valorização de +0,03%.

* As ações preferenciais da Bradesco fecharam cotadas em R$ 37,84 – uma desvalorização de -0,42%.

Um total de 57.700 negócios foram realizados envolvendo as ações preferenciais e ordinárias do Itaú Unibanco Holding S/A – segundo maior instituição financeira do Brasil resultado da fusão dos tradicionais bancos Itaú e Unibanco em 2008. Esses negócios envolveram a transação de 33.284.600 ações da empresa e a movimentação de R$ 2.424.982.817,60

* As ações ordinárias do Itaú Unibanco fecharam cotadas em R$ 36,36 – uma desvalorização de -0,27%.

* As ações preferenciais da Itaú Unibanco fecharam cotadas em R$ 31,05 – uma desvalorização de -1,05%.

Um total de 5.854 negócios foram realizados envolvendo as ações units e ordinárias do Banco Santander – maior instituição financeira estrangeira com atuação no mercado brasileiro.

* As ações ordinárias do Banco Santander fecharam cotadas em R$ 23,40 – uma valorização de +0,00%.

* As ações units do Banco Santander fecharam cotadas em R$ 46,28 – uma valorização de +0,50%.

Um total de 30.163 negócios foram realizados envolvendo as ações ordinárias do Banco do Brasil – principal banco público negociado no mercado de ações da BM&FBOVESPA. Esses negócios envolveram a transação de 10.708.500 ações da empresa e a movimentação de R$ 553.222.527,00

* As ações ordinárias do Banco do Brasil fecharam cotadas em R$ 51,69 – uma desvalorização de -0,60%.

Principais destaques positivos e negativos do Mercado Bovespa no pregão de 15 de julho de 2019

Dentre todos os ativos negociados no mercado de ações da Bovespa, 51,41% (219) abriram o pregão desta segunda-feira operando em alta. As maiores altas registradas no fechamento do pregão foram:

1) Valorização de +45,64% da ação preferencial Estrela
2) Valorização de +24,44% da ação ordinária Spturis ON
3) Valorização de +24,09% da ação ordinária Petroleos Manguinhos

Veja o ranking completo das maiores altas do Mercado Bovespa.

Dentre todos os ativos negociados no mercado de ações da Bovespa, 47,18% (201) abriram o pregão desta segunda-feira operando em baixa. As maiores baixas registradas no fechamento do pregão foram:

1) Desvalorização de -12,28% da ação preferencial Celpa
2) Desvalorização de -11,15% da ação ordinária Alfa Holding ON
3) Desvalorização de -8,53% da ação ordinária Dtcom-direct ON

Veja o ranking completo das maiores baixas do Mercado Bovespa.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na BM&FBOVESPA através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico.

Deixe um comentário