Conselho da Eternit aprova aumento de capital social em R$ 5,6 milhões

LinkedIn

A Eternit (BOV:ETER3) informou que seu conselho de administração aprovou o aumento de capital para subscrição privada, permitida a capitalização de créditos detidos por credores contra a companhia de até 2,3 milhões de ações com preço estipulado de R$ 2,43 para cada papel.

Desta forma, o capital social será aumentando em até R$ 5,6 milhões, mediante a emissão de até 2.304.527 ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal, que conferirão os mesmos direitos atribuídos às ações da companhia atualmente existentes.

Com isso, as ações da companhia operam com queda de 0,82% a R$ 2,41.

De acordo com a companhia, a operação tem como objetivo destinar recursos para o cumprimento das disposições de seu plano de recuperação judicial. Há também a garantia de preferência de aos acionistas atuais.

O preço de emissão foi fixado nos termos do plano de recuperação judicial. Para fins de definição do preço, foi desconsiderado o menor preço de emissão indicado pelo valor econômico, pelo valor patrimonial e pelo valor de mercado, ou seja, foi desconsiderado o valor patrimonial, tendo sido o preço fixado pela média aritmética do valor econômico e valor de mercado.

Em maio, a fabricante de materiais de construção informou que decidiu manter em suspenso ativos de sua mineradora de amianto em Goiás, Sama, e com isso demitir todos os funcionários da unidade.

A empresa, que teve plano de recuperação judicial aprovado por credores no mesmo mês, aguarda desde fevereiro que o Supremo Tribunal Federal (STF) avalie um recurso que pede modulação para a ordem de fechamento das atividades de mineração da companhia, período em que pretendia continua apenas como exportadora de amianto crisotila.

Deixe um comentário