Petrobras pode ter melhor fase em 7 anos, diz Merrill Lynch, que recomenda compra com preço justo de R$ 41

LinkedIn

As ações da Petrobras (BOV:PETR4) podem ter sua melhor fase nos últimos seis a sete anos, afirma o Bank of America Merrill Lynch. Na opinião do banco de investimentos americano, a Petrobras está bem posicionada para se beneficiar de uma combinação de forte crescimento, impulsionado pelo aumento de produção, sólido fluxo de caixa livre e contínua melhora em sua posição financeira. Pela primeira vez em 6 a 7 anos, os níveis de endividamento da empresa são agora sustentáveis ​​e a empresa pode desenvolver sua estratégia sem o ônus de uma pesada carga de endividamento.

O banco recomenda compra para a ação da estatal e também ajustou os dividendos estimados para a Petrobras para 2019/2021. Apesar da mudança nas estimativas de lucro, a Merrill Lynch não fez nenhuma alteração nos preços-alvo, de US$ 21 por American Depositary Receipts (ADR, recibos de ações negociados em Nova York) e R$ 41 por ação, dada uma relação de custos de exploração mais positiva no período após 2021 no pré-sal. Hoje, o papel preferencial (PN, sem voto) da estatal fechou a R$ 27,13 na B3, o que representa um potencial de alta de 55% em relação à projeção da Merrill Lynch.

Segundo o banco americano, o foco da administração no realinhamento do portfólio, de projetos de retorno mais baixos para projetos de retorno mais alto, tem o potencial de aumentar o crescimento no longo prazo. Além disso, o valor atual da ação deve permitir uma alta nos próximos 12 meses. Embora os riscos permaneçam, especialmente o risco do preço do petróleo e os riscos para a sua capacidade de manter preços sem subsídios, baseados no mercado internacional, no caso de intervenção política, a Merrill Lynch vê uma apreciação sólida dos preços das ações.

O banco ajustou as estimativas de ganhos da estatal de 2019-2021 para refletir o cenário de preço do petróleo mais fraco adotado recentemente pelas equipes globais de commodities e ações o BofAML. A projeção é que os barris do petróleo dos tipos Brent, de Londres, e WTI, de Nova York, fiquem em média em US$ 65 e US$ 56 respectivamente este ano e US$ 60 e US$ 54 por barril em 2020.

Segundo a Merrill Lynch, as ações da Petrobras estão sendo negociadas a aproximadamente 5,5 vezes o chamado valor do negócio, que é o valor de mercado da companhia comparado a seus ativos e mais sua dívida, o que representa um desconto de 5% em relação a seus pares globais. Embora as ações da Petrobras tenham apresentado um desempenho superior recentemente em relação ao petróleo e aos seus pares que pode levar a um ganho menor no curto prazo, a Merrill Lynch acredita que o valor atual deve permitir uma valorização sólida das ações nos próximos 12 meses.

O banco estima que as ações estarão sendo negociadas a um preço equivalente a 11,5 vezes seu lucro anual este ano e 10,8 vezes em 2020 e 10,5 vezes em 2021. O retorno em dividendos deve ficar em 0,7% este ano, 3% em 202 e 3,1% em 2021.

Deixe um comentário