Transações ilegais de Bitcoins é menor que 1%, diz estudo

LinkedIn

Segundo o site de notícias Bloomberg, citando uma análise da Chainalysis. A atividade ilegal representa menos de 1% de todas as negociações de Bitcoin até agora este ano, em comparação com 7% em 2012.

No entanto, de acordo com o estudo, o uso do Bitcoin em marketplace ilegais está prestes a bater um recorde neste ano. Apenas este ano já se gastou cerca de US$ 515 milhões na Darknet, diz o relatório.

O estudo foi baseado em dados anteriores de outra pesquisa realizada pela Chainalysis em maio deste ano. Os números preliminares compilam dados de vinte prestadores de serviços comerciais e mostram que, em janeiro de 2019, mais de 32.300 BTC foram gastos, ou seja, 47% a mais do que em janeiro de 2018.

No entanto, o valor em dólares desses pagamentos diminuiu em relação aos anos anteriores. Os mesmos dados preliminares mostram que o valor em dólares do Bitcoin recebido pelos serviços comerciais em janeiro caiu 70%. Isso porque o preço do Bitcoin caiu no ano passado em mais de 70%.

Enquanto isso, um alguns dias atrás, o Grupo de Acção Financeira Task Force (FATF), uma agência multi-governo que estabelece padrões globais relacionados ao combate à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo (AML / CFT), concordou em implementar suas recomendações, isso forçaria os governos a fortalecer a supervisão do comércio de criptomoedas.

De acordo com a Chainalysis:

Isso terá um grande impacto na indústria de criptomoedas. A orientação do GAFI representa o primeiro passo para a clareza regulatória global. A longo prazo, este guia regulamentar formalizará as melhores práticas de ABC / CFT e ajudará o setor de criptomoedas a amadurecer e alcançar uma adoção mais ampla.

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário