Bitcoin volta a cair e afeta outras criptomoedas

LinkedIn

Nas últimas horas, o Bitcoin perdeu mais de 700 dólares, chegando perto do limite de seus cinco dígitos. Além de preocupar os investidores, todo o criptomercado sofreu com o baque, de forma que o preço de várias outras moedas digitais está sendo afetado. Esta reação em cadeia está gerando uma grande pressão, junto com um clima de incerteza cada vez maior e de algumas perspectivas pouco otimistas.

Panorama das criptomoedas

Por conta das recentes perdas do Bitcoin, que agora opera no limite dos 10 mil dólares, outras criptomoedas também começam a apresentar queda. O Ethereum perdeu quase 5% de seu valor, estando cotado perto dos 190 dólares no momento. Em seguida, o Litecoin teve uma desvalorização de mais de 5%, com o preço próximo dos 70 dólares.

Outras criptomoedas menos fortes também estão apresentando uma queda significativa. Desde que o BTC caiu para baixo dos 11 mil dólares, houve uma grande luta para tentar restabelece-lo. Porém, conforme algumas previsões apontaram, sua chegada na casa dos 9 mil dólares está cada vez mais perto. Isto traz um panorama perigoso para as próximas horas.

O que esperar do Bitcoin a curto prazo?

No momento, o mercado está lutando para elevar novamente o valor do BTC para cima dos 10.200 dólares. Se não conseguir fazer isto, os gráficos de análise sugerem que sua queda pode ser de mais de 2 mil dólares. Espera-se, inclusive, que o Bitcoin chegue aos 7.500 dólares nas próximas horas caso não seja capaz de reverter o atual quadro em que se encontra.

Com relação as outras criptomoedas, o cenário também é pouco favorável. O Bitcoin é líder no mercado, e suas ações influenciam diretamente no comportamento de outras moedas digitais. Assim sendo, a expectativa é bastante negativa no caso de se concretizar as quedas sugeridas por seu gráfico nas próximas horas, afetando todos os outros ativos.

Volatilidade da criptomoeda é um problema

A instabilidade é uma das principais características do comportamento do Bitcoin. Nos últimos dias, a criptomoeda começou a reverter uma tendência de solidez e altas que estava tendo. Na terça-feira (20), vários especialistas começaram a traçar um panorama pouco favorável, com base no que seus gráficos vinham apresentando. Para algumas pessoas, há inclusive o risco de que o BTC alcance uma mínima perto dos 4.500 dólares, no pior dos cenários.

Assim sendo, as próximas horas são de risco e alerta para o mercado. Independentemente do que acontecer com o Bitcoin, basta saber se o ativo terá força para reverter a tendência de queda que está apresentando. Até lá, a apreensão dos investidores continuará bastante grande.

Fontes: FX Street e Coindesk.

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário