Com exterior, Ibov futuro abre em queda e dólar se aproxima de R$ 4,00

LinkedIn

Investing.com – A jornada desta segunda-feira começou com perdas de 1,32% aos 102.560 pontos para o índice futuro do Ibovespa. A baixa se aprofundou às 09:33, com queda de 1,54% a 102.348 pontos. Na sexta-feira, o fechamento apresentou queda de 0,33%.

A cena externa incerta segue preocupando os investidores, que no front local seguem atentos aos balanços, à tramitação da reforma da Previdência no Senado e à dados locais, como o índice de atividade medido pelo Banco Central.

Já o dólar salta 1,36% a R$ 3,9943, flertando com o patamar de R$ 4,00.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse neste sábado que o governo deve enviar ao Congresso nas próximas semanas uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC) com a criação de um sistema de capitalização para a Previdência.

Na proposta original do governo para a reforma da Previdência estava prevista apenas a autorização para a criação futura do sistema de capitalização, o que foi excluído no texto aprovado pelos deputados. Agora, defendeu Onyx, essa nova PEC não traria apenas a autorização, mas o detalhamento do sistema de capitalização.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), subiu 0,30% em junho na comparação com o mês anterior, mas ainda assim terminou o segundo trimestre com contração de 0,13%, de acordo com dados dessazonalizados divulgados pelo BC nesta segunda-feira-feira.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de avanço de 0,10% na comparação mensal. Na comparação com junho de 2018, o IBC-Br apresentou queda de 1,75% e, no acumulado em 12 meses, teve alta de 1,08%, segundo números observados.

Por aqui, o período traz como principal destaque a PNAD contínua trimestral, que na quinta-feira vai trazer dados atualizados do mercado de trabalho brasileiro e da taxa de desemprego. Nos Estados Unidos, a semana reserva alguns indicadores de destaque, como a inflação ao consumidor (3ª), vendas do varejo e produção industrial (5ª), além de indicadores regionais de atividade.

Na China, a semana começou positiva com as ações de tecnologia puxando o resultado, depois que a Huawei Technologies apresentou na sexta-feira seu sistema operacional próprio, conforme as restrições comerciais dos EUA adotadas em maio ameaçam reduzir o acesso da empresa chinesa às tecnologias norte-americanas como o Android. No entanto, a ameaça de Pequim de usar a força contra manifestantes em Hong Kong trouxe aversão ao risco nos mercados internacionais.

Deixe um comentário