Dona da Havaianas diz que Brasil compensou redução na Argentina

LinkedIn

A operação brasileira da Alpargatas (BOV:ALPA3) ganhou participação em relação às vendas globais da companhia no segundo trimestre, compensando a redução de receita na Argentina. No trimestre, as vendas no Brasil representaram 57% da receita líquida da companhia, ante 54% no segundo trimestre de 2018.

As vendas na Argentina representaram 15% da receita líquida, ante 18% um ano antes. participação do mercado internacional na receita líquida manteve sua participação em 28%.

Julian Garrido, diretor financeiro e de relações com investidores da Alpargatas, disse que no Brasil a companhia ganhou 0,5 ponto percentual em participação de mercado na categoria de sandálias, com Havaianas, enquanto o mercado como um todo teve crescimento marginal no segundo trimestre.

A receita de vendas no Brasil cresceu 17% no segundo trimestre, e, em volume, cresceu 5%. “Houve um ganho importante de volume de vendas no Brasil de Havaianas, mas também houve crescimento em preço e mix de produtos”, afirmou o diretor.

O executivo disse ainda que as vendas nas lojas da Havaianas abertas há mais de 12 meses (mesmas lojas) cresceram 17% no segundo trimestre e, nas lojas da Osklen, houve crescimento de 21% no período.

O executivo destacou ainda no mercado internacional o desempenho forte de vendas em Filipinas, Austrália e Colômbia.

A Alpargatas divulgou na sexta-feira que teve lucro líquido consolidado de R$ 31,6 milhões no segundo trimestre, com alta de 73% em relação ao segundo trimestre de 2018. Em termos ajustados, o lucro somou R$ 70,4 milhões, ante R$ 18,6 milhões um ano antes.

A receita líquida cresceu 11,6%, para R$ 993,4 milhões. A receita líquida no Brasil cresceu 16,6%, para R$ 563,8 milhões. A receita na Argentina recuou 8,1%, para R$ 146,7 milhões. A receita internacional cresceu 14,4%, para R$ 282,9 milhões.

Mudança na diretoria

A Alpargatas anunciou a entrada de Stacey Brown como membro independente do conselho de administração da empresa. A sua entrada no conselho depende da aprovação dos acionistas em assembleia extraordinária, marcada para esta quinta-feira.

Stacey Brown é diretora global de merchandising e acessórios da Apple desde outubro de 2000. A executiva acumula experiência com o mercado de consumo na Inglaterra, Holanda, Austrália, no Japão e sudeste da Ásia. Stacey também atuou por dez anos na GAP, como vice-presidente regional para a marca Banana Republic.

Roberto Funari, presidente da Alpargatas, disse em teleconferência que o objetivo da vinda de Stacey para a companhia é ajudar na aceleração do crescimento global da marca Havaianas, aproveitando seus conhecimentos de mercado global de bens de consumo.

Com Valor Econômico

Deixe um comentário