Mercado reduz projeção para juro Selic para 5% no fim do ano; inflação deve ser menor

LinkedIn

Analistas e economistas do mercado financeiro reduziram suas estimativas para os juros e para a inflação no fim do ano, conforme pesquisa Focus, realizada pelo Banco Central (BC) e divulgada toda segunda-feira. A previsão para a taxa básica Selic para o fim deste ano, segundo a mediana do mercado, caiu de 5,25% na semana anterior para 5,00% na semana passada, mantendo-se em 5,50% para o fim do ano que vem e em 7% para 2020.

Já a projeção para o IPCA, inflação usada pelo BC em suas metas de inflação, caiu de 3,80% para 3,76%, mantendo-se em 2,90% para 2020 e 3,75% para 2021. A projeção para o crescimento caiu mais um pouco, com a estimativa de crescimento do PIB deste ano passando de 0,82% para 0,81%, mantendo-se em 2,10% para o ano que vem.

O mercado manteve a projeção para o dólar no fim deste ano em R$ 3,75 e em R$ 3,80 para o ano que vem.

Ainda com relação aos juros, as projeções de curto prazo dos analistas indicam queda na Selic em setembro para 5,50% ao ano e, em outubro, para 5,25% ao ano, indicando uma desaceleração dos cortes. Na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), o juro passou de 6,50% para 6% ao ano e os números do Focus mostram aposta em novo corte da mesma magnitude na próxima reunião.

As estimativas para o IPCA no curto prazo caíram um pouco, de 0,19% para 0,18% em agosto, 0,21% para 0,20% em setembro e ficaram estáveis para outubro, em 0,19%.

Deixe um comentário