Petrobras prepara emissão de R$ 3 bi em debêntures, parte com isenção

LinkedIn

Os investidores que buscam opções de renda fixa com isenção de imposto devem ficar atentos. A Petrobras (BOV:PETR4) informou hoje que pediu na sexta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o registro de uma oferta de debêntures simples, não conversíveis em ações. Serão até três séries no valor inicial de R$ 3 bilhões. A oferta prevê a colocação de, no mínimo, R$ 1 bilhão, como a possibilidade de acréscimo de até 20% (vinte por cento), ou seja, em até R$ 600.000.000,00 (seiscentos milhões de reais).

As debêntures da 1ª e da 2ª séries serão corrigidas pelo IPCA e vencimentos em 15 de setembro de 2029 e 15 de setembro de 2034, respectivamente, mais juros prefixados e serão isentas de imposto de renda para pessoas físicas, conforme a Lei n° 12.431.

Os recursos captados com a emissão das Debêntures da 1ª e da 2ª séries serão aplicados exclusivamente no projeto de exploração e avaliação na área dos blocos de Franco, Florim, Nordeste de Tupi e Entorno de Iara do Contrato de Cessão Onerosa e das atividades de desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural nos campos de Búzios, Itapu, Sépia e Atapu.

As debêntures da 3ª série terão correção pelo juro do CDI, com percentual a ser definido no fechamento da oferta e terão vencimento em 15 de setembro de 2026, mas não terão isenção para pessoas físicas. Os recursos captados com a emissão das Debêntures da 3ª série serão destinados ao reforço de caixa para utilização no curso ordinário dos negócios da companhia.
A oferta será coordenada pelos bancos Santander (Brasil) S.A., Banco Bradesco BBI S.A., Banco Itaú BBA S.A. e pela XP Investimentos.

Deixe um comentário