Ações da Indústrias Romi entram em ex-JCP na terça-feira com yield de 2,39%

LinkedIn

Investing.com – A jornada desta segunda-feira marca a data-limite para que o investidor esteja posicionado com as ações da Indústrias Romi (BOV:ROMI3) para fazer jus ao pagamento de proventos na categoria de juros sobre o capital próprio (JCP) no total de R$ 25,143 milhões. Com isso, os papéis passam a ser negociados em ex-direitos na terça-feira e o yield é de 2,39%.

O montante a ser pago representa um valor aproximado de R$ 0,40 por ação, para os investidores posicionados com os papéis da companhia na sessão do dia 16 de setembro. Descontado dos impostos, o valor líquido será de R$ 0,34 por papel.

Com o anúncio do JCP, as ações fecharam a sessão da última quarta-feira com alta de 11,13%, indo de um fechamento de R$ 12,67 no dia 10, para R$ 14,25 ao término do pregão de sexta-feira (13).

Balanço

A companhia encerrou o segundo trimestre de 2019 com prejuízo líquido ajustado de R$ 174 mil, uma melhora em relação as perdas de R$ 18,263 milhões do começo do ano, mas uma queda na comparação com o lucro de R$ 5,37 milhões do mesmo período de 2018.

No período, a receita operacional líquida foi de R$ 167,859 milhões, contra R$ 120,766 milhões dos três primeiros meses do ano, alta de 39%. Já na comparação com o mesmo período de 2018, o crescimento foi de 6,2%, quando as receitas foram de R$ 158,119 milhões.

O Ebitda ajustado do segundo trimestre foi de R$ 6,688 milhões, o que reverte o resultado negativo de R$ 9,616 milhões do período entre janeiro e março, mas fica abaixo dos R$ 9,969 milhões do mesmo período do ano passado. Desta forma, o Ebitda ajustado foi de 6,3% em 2018, para 4,0% entre abril e junho. No entanto, no primeiro trimestre foi negativo em 8%.

Deixe um comentário