BR Distribuidora têm alta com liminar garantindo Programa de Desligamento Optativo

LinkedIn

Investing.com – Na parte final da manhã na bolsa paulista, as ações da BR Distribuidora (BOV:BRDT3) registram valorização, depois de a companhia informar que foi concedida liminar em mandado de segurança na véspera para garantir a regular continuidade do Programa de Desligamento Optativo (PDO) na companhia, mantidos todos os prazos e regras nele previstos, até o posterior julgamento de mérito do tema.

Neste contexto, os ativos da companhia recém privatizada operavam com ganhos de 0,57% a R$ 28,27, por volta das 11h45 desta quinta-feira.

“A companhia ressalta que continuará acompanhando todas as demandas judiciais que discutam o referido programa e tomará todas as providências cabíveis pelos meios legais e éticos com o objetivo de assegurar os direitos dos funcionários que optaram pelo PDO…”, disse a companhia em nota.

No início do mês, a distribuidora de combustíveis lançou programa de desligamento voluntário que inclui custos de 780 milhões de reais para sua implementação, prevendo também redução total estimada de despesas de cerca de 650 milhões de reais anuais.

A BR iniciou o programa de desligamento, dentre outros que também visam a redução de custos, após a Petrobras ter diminuído sua participação na empresa de 71,25% para 37,5% em julho. A petroleira manifestou recentemente intenção de reduzir ainda mais sua participação na distribuidora.

“O Plano de Transformação Organizacional… que integra a agenda de criação de valor da companhia, agora privatizada e, portanto, com um dever e responsabilidade ainda maior de atuar de forma sustentável em mercado altamente competitivo, segue, conforme anunciado”, afirmou a companhia.

A BR reiterou que a implantação da nova estrutura organizacional ocorrerá a partir de janeiro, com os ajustes funcionais já em curso e as atividades previstas nas próximas semanas ainda em 2019.

Deixe um comentário