Futuros dos EUA operam com pequenas altas nesta terça-feira.

LinkedIn

ÁSIA: Os principais mercados acionários da Ásia fecharam em alta na terça-feira. Preocupações com o estado das negociações comerciais EUA-China, bem como a recente escalada da violência nos protestos em Hong Kong continuaram a pesar sobre os mercados regionais.

O Nikkei do Japão subiu 0,81%, enquanto o índice Topix se recuperou de um declínio inicial para fechar em 1.709,67 pontos.

Na China continental, o composto de Xangai subiu 0,17%, enquanto o Shenzhen Composite ganhou 0,17%.

Enquanto isso, os movimentos do mercado em Hong Kong continuaram sendo monitorados. O índice Hang Seng subiu 0,52%, com as ações da gigante chinesa de tecnologia Tencent saltando 1,8%. O índice caiu 2,62% na segunda-feira após escalada da violência em meio a tumultos na cidade em apuros.

O Kospi na Coreia do Sul avançou 0,79%, fechando em 2.140,92 pontos. O S&P / ASX 200 da Austrália recuou 0,29%, com as ações da gigante bancária Westpac caindo 3,53%. Entre as mineradoras, BHP caiu 0,1%, Fortescue Metals recuou 2,1%, enquanto Rio Tinto subiu 0,8%. A

No geral, o índice MSCI Asia ex-Japan foi negociado 0,49% maior.

Os investidores observaram a evolução das negociações comerciais EUA-China, em meio à incerteza sobre o que foi acordado entre as duas potências econômicas. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na sexta-feira que não concordou em reverter as tarifas sobre as importações da China, gerando conflito com os comentários do Ministério do Comércio chinês, que afirmou que os dois lados concordaram em cancelar algumas taxas existentes. Uma autoridade dos EUA também disse que os dois lados concordaram em reverter as tarifas.

EUROPA: As bolsas europeias operam em alta nesta terça-feira, antes de um discurso importante do Presidente Trump sobre as relações comerciais com a China e também apoiado por balanços bem recebidos.

O Stoxx Europe 600 sobe 0,18% apos terminar a sessão de segunda-feira, 2% abaixo do seu recorde. O DAX 30 alemão sobe 0,54%, o CAC 40 francês avança 0,2% e o UK FTSE 100 aumenta 0,26%. Entre as mineradoras listadas em Londres, Anglo American sobe 1,4%, BHP sobe 0,9% e Rio Tinto avança 0,6%.

O sentimento do mercado diminuiu um pouco após relatos de que o presidente Trump anunciaria o adiamento das tarifas sobre automóveis da UE nesta semana, evitando outra potencial disputa prejudicial com um grande parceiro comercial dos EUA.

As próximas eleições gerais britânicas mudaram depois que o líder do Partido do Brexit, Nigel Farage, que seu partido não vai disputar as eleições legislativas de 12 de dezembro, para não dividir os votos pró-Brexit com o Partido Conservador do primeiro-ministro Boris Johnson, em uma tentativa de impedir que legisladores anti-Brexit ganhem o controle de parlamento.

O indicador ZEW de sentimento econômico para a Alemanha subiu para -2,1 em novembro, um ganho de 20,7 pontos em relação a outubro. Os economistas consultados pelo FactSet esperavam uma leitura de -14,8. “Há uma esperança crescente de que o ambiente da política econômica internacional melhore no futuro próximo, o que explica o forte aumento do Indicador de Sentimento Econômico da ZEW em novembro. Enquanto isso, as chances de um acordo entre a Grã-Bretanha e a UE para uma retirada regulamentada da Grã-Bretanha aumentaram visivelmente”, disse Achim Wambach, presidente da ZEW.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA operam ligeiramente maior na manhã de terça-feira.

Os investidores continuam focados nas notícias comerciais China-EUA, com preocupações em relação aos planos para assinatura do acordo comercial parcial nas próximas semanas. O presidente Donald Trump disse na sexta-feira que não havia concordado em descartar tarifas sobre produtos chineses. Seus comentários seguiram as notícias do início da semana passada, do ministério chinês do comércio, dizendo que os dois lados concordaram em cancelar as tarifas existentes em fases.

Na terça-feira, o presidente Trump estará falando no Clube Econômico de Nova York, onde poderá dar pistas sobre o status das negociações comerciais entre os EUA e a China.

Na frente dos dados econômicos, o calendário é limitado, com apenas a pesquisa de otimismo para pequenas empresas da Federação Nacional das Empresas Independentes (NFIB), às 8h45.

Nas notícias corporativas, CBS, Nissan, Datadog e DR Horton estarão divulgando seus resultados naterça-feira.

ÍNDICES FUTUROS – 7h55:
Dow: +0,08%
SP500: +0,08%
NASDAQ: +0,19%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário