Monero se prepara para próxima atualização anti-ASIC

LinkedIn

A Monero, uma das principais criptomoedas com foco em privacidade fungíveis do mundo, está pronta para fazer uma jogada grandiosa contra a mineração ASIC, já que a RandomX está programada para ser lançada até o final de novembro de 2019.

A mineração ASIC tem sido um problema para várias redes há algum tempo. Os chips ASIC são específicos para a mineração de Bitcoin e consequentemente acabam atrapalhando toda a concorrência, já que as CPUs e GPUs comuns não tem chance de competir com essa tecnologia.

Há muito às moedas afetadas vem lançando atualizações para serem resistentes à mineração ASIC. A Monero continua sendo um dos ecossistemas que combatem esse problema.

Com uma atualização em toda a rede se aproximando em breve, Cake Wallet, Monerujo e Ledger Monero, carteiras com foco em Monero, começaram a lançar versões mais recentes de seus softwares, em apoio ao hard fork, de acordo com o site AMB Crypto.

O RandomX, um novo algoritmo de Prova de Trabalho (Proof of Work), se concentrará em CPUs de uso geral para ajudar pessoas de todas as esferas econômicas do mundo a minerar o XMR, democratizando ainda mais o setor e evitando a dominância das grandes pools de mineração. O RandomX substituirá o CryptoNightR até o final deste mês.

Uma declaração de um desenvolvedor da Cake Wallet no Reddit afirmou que a atualização para a nova versão, ou seja, a Cake Wallet versão 3.1.21, é obrigatória para todos os usuários até o dia 30 de novembro.

O post do Reddit dizia:

“Atualizado para o Fork de 30 de novembro de 2019 para Monero v10.15.0.0. Adicionados USDT, EOS, XRP, TRX, BNB, ADA, XLM e NANO às exchanges. (BTC, BCH, LTC, ETH e DASH ainda estão lá). Removido o controle de desbloqueio. Corrigidos pequenos bugs e melhora de desempenho.”

Monerujo, outra carteira bem conhecida baseada em Android, também lançou uma atualização de suporte ao fork. Além disso, a nova versão 1.12.11, “Caerbannog”, introduziu novos recursos.

Como a atualização em toda a rede também eliminará gradualmente os IDs de pagamento longos e introduzirá pelo menos duas saídas para transações, além de trazer o RandomX, a versão mais recente do Monerujo também removeu o “suporte para IDs de pagamento”.

O Ledger Monero App 1.4.2 [para Nano S e Nano X] e a atualização do nó BitHash MoneRo também foram implementados. A versão principal da GUI v0.15.0.1 Carbon Chamaeleon foi realizada em 24 de novembro de 2019.

Esse nome foi selecionado após um debate que ocorreu dentro da comunidade. Os poucos erros descobertos durante o período de teste envolvendo o RandomX foram supostamente eliminados com facilidade.

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário