Vendas de imóveis novos em SP dobram em setembro sobre 2018, diz Secovi

LinkedIn

O mercado imobiliário confirma a tendência de recuperação, ao menos na capital paulista. No mês de setembro, foram vendidas na cidade de São Paulo 4.055 unidades residenciais novas, conforme a Pesquisa do Mercado Imobiliário do Sindicato da Construção (Secovi-SP). Apesar de ter sido 7,9% inferior ao total das vendas de agosto (4.405 unidades), o resultado superou em 108,7% a comercialização de setembro de 2018 (1.943 unidades), ou seja, mais que o dobro do ano passado.

Essas 4.055 unidades comercializadas ficaram acima da média histórica do mês (2.737 unidades) e contribuíram para o surpreendente desempenho que o mercado imobiliário da capital vem apresentando desde junho, destaca o Secovi.

Crescimento de 46,6% em 12 meses

No acumulado de 12 meses (outubro de 2018 a setembro de 2019), as 42.351 unidades vendidas representaram um aumento de 46,6% em relação ao período anterior (outubro de 2017 a setembro 2018), quando 28.886 unidades foram negociadas.

Lançamentos crescem 54,5% sobre o ano passado

Conforme dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), a cidade de São Paulo registrou o lançamento de 4.026 unidades residenciais, volume 33,6% abaixo do apurado em agosto (6.064 unidades) e 54,5% acima do total de setembro do ano passado (2.605 unidades).

No período de 12 meses (outubro de 2018 a setembro de 2019), os lançamentos na capital paulista somaram 52.824 unidades, 51,4% acima das 34.895 unidades lançadas no mesmo período anterior (outubro de 2017 a setembro de 2018).

No acumulado de janeiro a setembro, as vendas de 30,5 mil imóveis e os lançamentos de 32 mil unidades aumentaram 68,8% e 96,1%, respectivamente, em relação ao acumulado do mesmo período de 2018. “É um recorde percebido pela Pesquisa do Mercado Imobiliário”, assinala Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

Segundo ele, foram diversos os destaques do mês em termos de tamanho de imóvel, demonstrando que o bom desempenho não está atrelado a apenas um segmento. Imóveis de 1 dormitório predominaram em lançamentos; unidades de 2 dormitórios lideraram em vendas e oferta, enquanto imóveis de 3 dormitórios tiveram melhor Venda sobre Oferta (VSO). Imóveis de 4 ou mais dormitórios destacaram-se em Valor Geral de Vendas (VGV).

O ambiente econômico também apresenta indicadores positivos em termos de Produto Interno Bruto, geração de emprego, inflação e taxa de juros. O setor da construção civil destaca-se nesse cenário com crescimento de 1,9% no PIB no segundo trimestre (em relação ao primeiro trimestre do ano) e na geração de 117 mil novos postos de trabalhos formais.

Estoque de imóveis em oferta cresceu 53%

Oferta – A capital paulista encerrou setembro com a oferta de 25.563 unidades disponíveis para venda. A quantidade de imóveis ofertados cresceu 1,0% em relação a agosto (25.321 unidades) e 53,0% em comparação a setembro de 2018 (16.707 unidades). Esta oferta é composta por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (outubro de 2016 a setembro de 2019).

O post Vendas de imóveis novos em SP dobram em setembro sobre 2018, diz Secovi apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Deixe um comentário