Mercados em euforia no primeiro pregão de 2020

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas chinesas lideraram os ganhos regionais entre os principais mercados asiáticos, depois que uma pesquisa privada mostrou que a atividade manufatureira do país aumentou em dezembro.

O composto de Xangai subiu 1,15%, enquanto o composto de Shenzhen avançou 1,93%. O Índice PMI de manufatura da Markit / Caixin para o mês de dezembro foi de 51,5, contra 51,8 em novembro, ainda assim, abaixo das expectativas de 51,7 dos analistas para dezembro. A marca 50 separa a expansão da contração nas leituras do PMI.

A divulgação ocorre depois que o PMI oficial de manufatura foi divulgado na terça-feira e ficou um pouco acima das expectativas.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 1,25%, com as ações da seguradora vida AIA avançando 3,24%.

Enquanto isso, o S & P / ASX 200 da Austrália fechou em alta de 0,1%. Entre as mineradoras, BHP subiu 0,1%, Fortescue avançou 1% e Rio Tinto adicionou 0,9%.

O Kospi da Coreia do Sul contrariou a tendência de alta regional e caiu 1,02%. As ações da montadora Hyundai Motor caiu 2,07%. Os dados divulgados na quarta-feira mostraram que as exportações da Coreia do Sul caíram 5,2% em dezembro em comparação com o ano anterior. Isso ficou abaixo das expectativas de uma queda de 6,0% em uma pesquisa da Reuters.

A Coreia do Norte disse que o líder do país, Kim Jong Un, afirmou em uma plenária do Comitê Central do governista Partido dos Trabalhadores que o mundo vai testemunhar uma nova arma estratégica do país em um futuro próximo.

Os mercados do Japão permaneceram fechados por conta de feriado.

No geral, o índice MSCI Asia ex-Japan fechou 0,47% maior.

O South China Morning Post indicou que o vice-primeiro-ministro chinês Liu He, o principal negociador comercial de Pequim, poderá assinar o acordo com os EUA em breve, porém analistas estão reticentes pois não foi divulgado os detalhes desse acordo, a não ser que os chineses etão comprando alguns produtos agrícolas, mas é notório que o risco de um aumento das hostilidades entre as duas potências econômicas “diminuiu muito”.

Depois disso, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse em um tweet na terça-feira que assinará o acordo comercial da “primeira fase” com a China na Casa Branca em 15 de janeiro.

O Banco Popular da China também anunciou na quarta-feira em seu site que reduziria as reservas compulsórias para os bancos em 50 pontos-base a partir de 6 de janeiro, no intuito de aumentar a liquidez local, visto que as festividades do ano novo chinês acontecerá num período anterior ao habitual neste ano.

EUROPA: As bolsas europeias operam com euforia, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que um acordo comercial com a China será assinado em 15 de janeiro, embora os detalhes do acordo permaneçam nebulosos.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 1,23%, com ações ligadas à recursos básicos e bancos liderando os ganhos no índice regional.

Entre as mineradoras listadas em Londres, Anglo American sobe 1,1%, Antofagasta avança 3,2%, BHP sobe 1.4% e Rio Tinto sobe 0,6%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA apontam uma abertura positiva no primeiro dia de negociação de 2020.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na terça-feira que assinará o acordo comercial da primeira fase com a China em 15 de janeiro na Casa Branca. O presidente também anunciou que irá à Pequim depois, quando começarem as negociações da segunda fase.

As bolsas dos EUA tiveram um forte desempenho em 2019, com o S &P 500 subindo 28,9% no ano.

Na agenda econômica, os números de reivindicações de seguro-desemprego serão divulgados às 10h30 e os índice PMI de manufatura sairá às 11h45.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: +0,61%
SP500: +0,60%
NASDAQ: +0,76%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário