Petrobras precificará maior oferta de ações em uma década em 5 de fevereiro

LinkedIn

A Petrobras (BOV:PETR4) prevê precificar sua maior oferta de ações em uma década em 5 de fevereiro, informou a companhia ao mercado nesta quarta-feira, em uma operação na qual o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) busca vender parte de sua fatia na petroleira estatal.

A oferta secundária poderá levantar inicialmente 19,5 bilhões de reais, considerando o preço de fechamento da Petrobras na terça-feira, com a venda de 611,8 milhões de ações ordinárias.

Mas o BNDES afirmou em comunicado que a oferta pública global poderá levantar até 23,5 bilhões de reais, ou 5,6 bilhões de dólares, se considerado o lote adicional, que pode elevar o volume de venda em até 20%, a depender da demanda pelos papéis.

A última vez que a Petrobras concluiu uma grande oferta de ações foi em 2010, em meio a um processo de capitalização.

A oferta será feita no Brasil e no exterior.

A Reuters informou no mês passado que o BNDES havia contratado bancos para vender suas ações ordinárias da Petrobras.

“A operação decorre do programa de desinvestimento de participações acionárias em empresas maduras e listadas em bolsa de valores da carteira do Sistema BNDES, que vem em curso desde 2019”, afirmou o banco estatal em comunicado à imprensa nesta quarta-feira.

O BNDES ressaltou ainda que a oferta não envolve as ações preferenciais da Petrobras de propriedade do banco.

A oferta será coordenada pelas unidades de bancos de investimento do Credit Suisse, Bank of America, Banco Bradesco, Banco do Brasil, Citigroup, Goldman Sachs, Morgan Stanley e XP.

O início de negociações das ações da oferta brasileira na B3 é previsto para 7 de fevereiro.

Deixe um comentário