Eucatex divulga lucro líquido de R$ 24,6 milhões no quarto trimestre

LinkedIn

A Eucatex (BOV:EUCA4), uma das maiores produtoras de painéis de madeira do Brasil, que atua também nos segmentos de tintas e vernizes, pisos laminados, divisórias e portas, divulgou os resultados do 4o trimestre de 2019 (4T19) nesta quinta-feira (25).

A empresa (BOV:EUCA3) divulgou lucro líquido recorrente de R$ 24,6 milhões no 4T19, queda de 46,5%. Em 2019, o lucro teve alta de 47,2%, encerrando o ano com R$ 81,1 milhões.

A Receita Líquida no trimestre foi de R$ 397,5 milhões, alta de 18,5%.

Em 2019, alta de 20,9% no total de R$ 1,525 bilhão.

EBITDA Recorrente no 4T19 foi de R$ 76,6 milhões (+18,9%), com Margem de 19,3%

As vendas físicas do Segmento Madeira da Companhia, somados os mercados interno e externo, no 4T19 e 2019, apresentaram crescimento de 4,7% e 14,8%, respectivamente, quando comparadas aos mesmos períodos do ano anterior. O desempenho no trimestre é resultado da elevação das vendas nos mercados interno (+4,7%), encerrando o ano com (+16,3%).

Os destaques foram os desempenhos de Chapa de Fibra e T-HDF/MDF, que superaram as expectativas da Companhia. O Mercado Total de Painéis de Madeira, segundo a IBÁ (Indústria Brasileira de Árvores) e estimativas da Eucatex, apresentou retração de 6,2% no 4T19 e em 2019 de 2,3%.

As vendas físicas de Tintas da Companhia, no 4T19 e 2019, apresentaram elevação de 16,2% e 7,0%, respectivamente, quando comparadas aos mesmos períodos de 2018. Segundo a ABRAFATI (Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas), o mercado apresentou crescimento de 4,7% no 4T19 e de 0,6% em 2019

Os investimentos realizados totalizaram R$ 34,4 milhões no 4T19 e R$ 122,6 milhões em 2019, destinados à manutenção das atividades industriais e florestais da Companhia. Para 2020, estão previstos investimentos da ordem de R$ 136,5 milhões, o que representa um crescimento de 11,3%, em relação a 2019, justificados pela aquisição de uma nova caldeira para a unidade Fibra Botucatu, sendo o restante aplicado na manutenção das fábricas e na implantação e manutenção das florestas da Companhia

 

Ativos Reais que rendem de 15% a 20%. Até agora, essas chances eram restritas a investidores milionários e institucionais.

Deixe um comentário