Futuros dos EUA recuam após breve incursão em território positivo

LinkedIn

ÁSIA: Os principais mercados da região caíram nesta quinta-feira, com o medo do impacto econômico da pandemia de coronavírus continuando a pesar sobre o sentimento dos investidores.

O Kospi da Coreia do Sul liderou as perdas regionais ao cair 8,39%, enquanto o índice Kosdaq despencou 11,71%. A Bolsa da Coreia disse durante a sessão que “circuit brakers” foram acionados depois que o Kospi caiu 8%, com as negociações sendo interrompidas por 20 minutos, segundo a Reuters.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 2,61%.

Nas Filipinas, onde as negociações foram interrompidas no início desta semana, o Índice PSE Composite despencou 13,34% na reabertura, fechando em 4.623,42 pontos,.

Ainda no sudeste da Ásia, o Jakarta Composite Index recuou 5,44%. A Bolsa de Valores da Indonésia havia anunciado anteriormente uma interrupção temporária das negociações depois que o índice composto de Jacarta caiu 5%.

Na Austrália, o ASX 200 caiu 3,44%, depois de saltar mais de 2%. Entre as mineradoras, BHP caiu 2,1%, Rio Tinto caiu 1,6% e Fortescue Metals avançou 4,2%. A produtora de petróleo Woodside Petroleum despencou 10,8%.

Dados de empregos divulgados pelo Australian Bureau of Statistics mostraram que a taxa de desemprego ajustada sazonalmente para fevereiro ficou em 5,1%. O Reserve Bank of Australia (RBA) anunciou na quinta-feira um ”pacote abrangente”, incluindo a redução na meta de taxa de juros para 0,25%, para apoiar a economia do país ao lidar com o impacto do vírus. Segundo o governador da RBA, Philip Lowe, “Em algum momento, o vírus será contido e a economia australiana se recuperará” e que “enquanto isso, a prioridade para o Banco Central é apoiar empregos, rendas e empresas, para que, quando a crise da saúde passar, o país esteja bem posicionado para se recuperar rápido”.

Na China continental, o composto de Xangai caiu 0,98%, enquanto o composto de Shenzhen subiu 0,28%. A Chia disse que não registrou novos casos de coronavírus pela primeira vez em Wuhan ou Hubei, mas registrou oito mortes. As autoridades chinesas disseram que todos os 34 novos casos registrados no dia anterior foram importados do exterior.

O Nikkei do Japão caiu 1,04%, com o peso-pesado do índice Softbank Group despencando 17,22%. Enquanto isso, o índice Topix avançou 0,97%.

No geral, o índice MSCI Asia ex-Japan caiu 4,3%.

Os preços do petróleo subiram após perdas na quarta-feira. Na tarde do pregão asiático na quinta-feira, os contratos futuros do Brent subiram 6,23%, a US $ 26,43 por barril. Os contratos futuros WTI aumentaram 13,01%, para US $ 23,02 por barril.

EUROPA: Os mercados europeus negociam em alta nesta quinta-feira de manhã após o Banco Central Europeu depois que o Banco Central Europeu surpreendeu os mercados ao apresentar um importante programa de compra de ativos de títulos de 750 bilhões de euros (US $ 820 bilhões), que chamou de “Programa de Compra de Emergência Pandêmica”, para combater as dificuldades financeiras causadas pelo surto de coronavírus.

Depois de um início misto, o pan-europeu Stoxx 600 chegou a avançar 1,5% no início do comércio. Neste momento sobe 0,28%.

Entre as mineradoras listadas em Londres, Anglo American cai 2,7%, Antofagasta recua 5,4%, BHP cai 1,2%, enquanto Rio Tinto opera em baixa de 2,5%.

Dados publicados na quinta-feira mostraram queda no sentimento comercial alemão. O índice preliminar do sentimento de negócios da IFO caiu de 96,0 pontos em fevereiro para 87,7 pontos em março, a maior queda desde 1991 e levando o índice ao seu nível mais baixo desde agosto de 2009.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA reduzem as perdas no início da quinta-feira após o anúncio do Banco Central Europeu de compras de títulos no valor de 750 bilhões de euros até o final de 2020 para compensar o impacto econômico da pandemia do COVID-19. Após cair acentuadamente no início da sessão da noite para o dia, os futuros do Dow Jones Industrial Average chegaram  a subir mais de 300 pontos, ou 1,5%, após o anúncio do BCE, mas depois começaram a cair em queda livre novamente.

As ações dos EUA terminaram a sessão anterior em baixa. O Dow caiu 6,30%, fechando abaixo de 20.000, sua pior marca desde 2017. O presidente Donald Trump assinou na quarta-feira uma lei que fornecerá licença remunerada e testes gratuitos, enquanto o governo e o Congresso voltaram seu foco para medidas mais amplas que poderiam estimular a economia dos EUA e ajudar os trabalhadores.

O número de casos confirmados de coronavírus nos EUA saltou para mais de 6.400, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, enquanto a contagem de mortes ultrapassou 100.

Wall Street registrou uma volatilidade sem precedentes em meio à turbulência do coronavírus, com o S&P 500 balançando 4% ou mais em ambas as direções por oito sessões consecutivas. Isso supera o recorde anterior de seis dias em novembro de 1929, de acordo com a LPL Financial.

Uma reversão violenta dos rendimentos do Tesouro em resposta ao potencial pacote de US $ 1 trilhão em estímulos ajudou a enervar os investidores também na quarta-feira.

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:
Dow: -1,67%
SP500: -1,57%
NASDAQ: -0,61%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dado

Deixe um comentário