Hermes Pardini triplica capacidade de exames de covid-19; ações sobem 20%

LinkedIn

Por Gabriel Codas

Na parte da tarde desta quarta-feira, as ações do Instituo Hermes Pardini (PARD3) operam com forte valorização, com a rede de laboratórios informando que vai triplicar nos próximos dias sua capacidade de processamento de testes de para detecção do novo coronavírus.

Com isso, por volta das 12h50, os ativos perdiam 20,86% a R$ 18,01.

De acordo com o vice-presidente da empresa, Alessandro Ferreira, na próxima semana o núcleo de operações localizada na cidade de Vespasiano, Minas Gerais, terá capacidade de processar 3 mil exames por dia para detecção do vírus.

O executivo destaca que o Pardini é um dos laboratórios que mais realiza exames usando a metodologia de biologia molecular no Brasil. Atualmente, a rede tem 24 horas por dia, sete dias por semana para atender à demanda por testes de cerca 500 hospitais em diversos Estados.

Ferreira disse que a diretoria da companhia começou a estudar ainda em dezembro um plano para dar capacidade à empresa de realização dos testes. Foram importados equipamentos dos Estados Unidos, passando a adquirir reagentes específicos e contratou uma equipe de 12 profissionais treinados para usar essa metodologia.

O diretor financeiro, Camilo de Lelis, informou que o laboratório aprovou em caráter extraordinário no início deste ano um investimento entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões para se estruturar diante da demanda por testes de coronavírus.

Balanço

No quarto trimestre de 2019, o Hermes Pardini teve lucro líquido atribuível a acionistas controladores de R$ 44,2 milhões, um salto de 67,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

No período, as receitas foram para R$ 328,5 milhões, alta de 11%. Já o resultado operacional aumentou quase 90%, para R$ 60,7 milhões.

Deixe um comentário