Bolsas europeias terminam a semana em queda

LinkedIn

As ações europeias encerraram uma sequência de duas altas consecutivas e terminaram a semana em queda, nesta sexta-feira (24), após a cúpula da União Europeia não ter chegado a um acordo sobre um pacote de estímulos de longo prazo e em meio a dúvidas sobre o tratamento para combater a covid-19 por meio do Remdesivir da farmacêutica americana Gilead.

Os líderes da UE assinaram um pacote de estímulos já acordado, de 500 bilhões de euros (US$ 542,15 bilhões), mas não conseguiram avançar em um plano de recuperação de longo prazo que poderia chegar a um trilhão de dólares.

Enquanto isso, a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, alertou que a economia da região poderá contrair até 15% neste ano no pior cenário.

A pesquisa alemã Ifo sobre confiança nos negócios caiu para 74,3 em abril, ante 85,9 pontos em março, a maior queda já registrada. No Reino Unido, dados divulgados na sexta-feira mostraram que as vendas no varejo caíram 5,8% nos 12 meses encerrados em março, o pior número já registrado.

Dica ADVFN: Invista em mercados com liquidez e com mais alternativas para proteçãoAbra conta na sua primeira corretora de valores nos Estados Unidos

Deixe um comentário