Mercados em stand by, aguardando dados de desemprego dos EUA

LinkedIn

ÁSIA: As bolsas na Ásia fecharam sem direção nesta quinta-feira, com os preços do petróleo continuando sua recuperação.

O Nikkei do Japão liderou os ganhos entre os principais mercados da região, com alta de 1,52%, enquanto o índice Topix subiu 1,36%.

Na China continental, o dia foi de baixa, com o composto de Xangai recuando 0,19%, enquanto o composto de Shenzhen caiu 0,5%. O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,35%. A China, maior consumidor mundial de energia, está aproveitando a queda nos preços globais do petróleo devido ao surto de coronavírus para aumentar seus estoques de petróleo. As importações aumentaram 4,5% em março em relação ao ano anterior, mesmo quando a segunda maior economia do mundo permaneceu fechada para combater o vírus e ver a demanda colapsar. No primeiro trimestre do ano, as importações aumentaram 5%. Apesar do colapso dos preços estar afetando os produtores estatais de petróleo, isso dá a Pequim a chance de aumentar sua reserva estratégica de petróleo protegendo o país contra possíveis interrupções no fornecimento.

O Kospi da Coreia do Sul fechou 0,98% maior, apesar da economia do país ter registrado a sua maior contração desde 2008 no primeiro trimestre, segundo a Reuters. O PIB caiu 1,4% no primeiro trimestre de 2020 em relação ao trimestre anterior, de acordo com as estimativas antecipadas do Banco da Coreia, no momento em que sua economia fora atingida pela pandemia de coronavírus. O país asiático foi um dos primeiros, depois da China, a relatar um surto expressivo do vírus, embora a situação tenha melhorado desde então e as autoridades recentemente tenha relaxado algumas regras de distanciamento social.

Analistas esperam um aumento na contração no segundo trimestre, já que as paralisações globais afetarão as exportações e que embora a taxa de infecções locais tenha diminuído, a demanda doméstica continuará a recuar devido ao sentimento muito fraco dos consumidores e das empresas, bem como por conta do aumento do desemprego.

As ações na Austrália caíram pela quarta vez. O  S & P / ASX 200 recuou 0,08%. Os ganhos nas grandes mineradoras e empresas de energia ajudaram a compensar a fraqueza nos bancos e na gigante da saúde CSL.

BHP Billiton subiu 2,7%, para US $ 29,75, enquanto a Rio Tinto aumentou 1%, para US $ 86,00. A Newcrest Mining também desfrutou de uma sessão positiva, subindo 3,9%, para US $ 28,48, com os preços do ouro fortalecendo da noite para o dia. Depois de mergulhar nas mínimas de 21 anos na quarta-feira, a recuperação nos futuros de petróleo do Brent ajudou Santos a subir 6,8%, para US $ 4,26. A Woodside Petroleum subiu 2% a US $ 20,00.

Compensando esses ganhos, todos os quatro grandes bancos fecharam em queda. As ações de empresas de saúde também foram pressionadas, com a gigante CSL caindo 2%. A Ramsay Healthcare caiu 5,9%, depois de levantar US $ 1,2 bilhões em novos recursos, enquanto a Cochlear caiu 1,4%.

No geral, o índice MSCI Asia ex-Japan subiu 0,45%.

EUROPA: As bolsas europeias abriram sem direção na manhã de quinta-feira, com a pandemia do coronavírus e os preços do petróleo permanecendo no foco dos investidores.

Após um aumento de 1,8% na quarta-feira, o Stoxx Europe 600 ziquezagueia na sessão da manhã. O índice pan-europeu reverteu os ganhos iniciais para deslizar 0,2%, depois que dados econômicos da zona do euro mostraram uma deterioração recorde devido à crise do coronavírus, porém tenta uma recuperação.

O DAX 30 da Alemanha cai 0,06%, CAC 40 da França avança 0,25%, IBEX 35 da Espanha sobe 0,60% e FTSE MIB da Itália avança 0,90%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,12%. Entre as mineradoras, Anglo American sobe 1,4%, BHP sobe 0,5% enquanto Antofagasta e Rio Tinto recuam 2,4% e 0,8%, respectivamente. Entre as empresas de energia, BP sobe 2% e Royal Dutch Shell sobe 2,5%.

O índice PMI de serviços da zona do euro em abril da IHS Markit, caiu para uma leitura recorde de 11,7, abaixo das expectativas de 24 em uma escala cuja leitura abaixo de 50 indica uma economia em deterioração. A IHS Markit disse que as leituras dos PMI de serviços e manufatura são indicativas de que a economia da zona do euro esta contraindo a uma taxa trimestral de aproximadamente 7,5%.

Segundo o economista chefe da IHS Markit, danos sem precedentes à economia da zona do euro ocorreram em abril, como medidas de bloqueio contra o avanço do vírus, juntamente com a queda da demanda global e a escassez de profissionais e insumos e que a pesquisa mostrou que os negócios na zona do euro entraram em colapso e excede em muito o que já foi visto em mais de 20 anos de coleta de dados.

Enquanto isso, o PMI de serviços do Reino Unido caiu para 12,3 em abril, ante 34,5 em março. O PMI composto da França em abril caiu para 11,2, ante 28,9 em março, marcando a menor leitura desde o início da leitura em 1998. A Alemanha sofreu algo semelhante, passando de 35,0 em março para 17,1 em abril, também um recorde.

O Conselho Europeu se reunirá por videoconferência, enquanto deliberam sobre como financiar medidas de emergência no valor de 540 bilhões de euros que os ministros das Finanças acordaram anteriormente. Os líderes europeus discutirão as propostas do Eurogrupo para uma resposta política comum à crise do COVID-19 e provavelmente solicitarão aos ministros das Finanças que continuem trabalhando no projeto de um Fundo de Recuperação para dar um “start” na economia.

EUA: Os futuros de ações dos EUA operam entre ligeiras altas e baixas na manhã desta quinta-feira, após avanço na sessão anterior.

O índice Dow Jones Industrial Average subiu 456,94 pontos, ou 1,99%, para 23.475,82 pontos na quarta-feira. O S&P 500 subiu 2,29%, para 2.799,31 pontos, enquanto o Nasdaq Composite fechou 2,8% mais alto, em 8.495,38 pontos.

Flutuações violentas no preço do petróleo mantiveram os mercados no limite nesta semana, com a queda na demanda por conta do coronavírus e o excesso de oferta persistente mantendo pressão sobre o petróleo.

Embora WTI dos EUA tenha caído mais de 70% em relação às altas de US $ 60 por barril no início deste ano, a recuperação na quarta-feira pacificou os investidores que estavam preocupavam com o fato de que os contratos futuros pudessem voltar a território negativo, como ocorreu na segunda-feira.

O contrato para entrega em junho chegou a US $ 13,78 por barril na quarta-feira, depois que o presidente Donald Trump twittou que ele “instruiu a Marinha dos Estados Unidos a abater e destruir todas e quaisquer embarcações iranianas que assediarem nossos navios no mar”.

Os investidores aguardam nesta quinta-feira o último relatório do Departamento do Trabalho sobre reivindicações de seguro desemprego que será divulgado às 9h30. Espera-se que outros 4,3 milhões de trabalhadores tenham solicitado o benefício na semana passada, o que elevaria o número total de benefícios para mais de 26 milhões desde a segunda quinzena de março, em um esforço para diminuir o surto do novo vírus. O número de solicitações acumuladas subiu para 22,025 milhões nas quatro semanas anteriores, eliminando quase todos os 22,442 milhões de empregos recuperados desde a Grande Recessão.

Ainda na agenda econômica, o PMI de manufatura e de serviços sairá às 10h45. Números relacionadas às vendas de imóveis novos seguirá as 11h00.

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:

Dow: -0,24%

SP500: -0,12%

NASDAQ: -0,23%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário