BNDES deve aportar pelo menos US$ 1 bilhão para comprar ações da Embraer (EMBR3), diz jornal

LinkedIn

De acordo com informações do Valor Econômico, o BNDES deve aportar pelo menos US$ 1 bilhão para comprar ações a serem emitidas pela Embraer. A fabricante de aviões negociava um acordo de associação (joint venture) com a Boeing, mas a americana recuou, fazendo com que os ativos EMBR3 registrassem queda de 9,33% no mês de abril.

De acordo com o jornal, o discurso oficial será o de que a Embraer (BOV:EMBR3) foi vítima de traição da Boeing e precisa se recuperar para ser vendida. O Valor aponta que o plano não é de que a União volte a controlar a empresa, mas sim buscar liquidez para atravessar a crise desencadeada pelo coronavírus.

Para a companhia brasileira, a Boeing rescindiu indevidamente o acordo. A empresa disse que a americana “fabricou falsas alegações como pretexto para tentar evitar seus compromissos de fechar a transação”.

A Boeing teria adotado um “padrão sistemático de atraso e violações repetidas ao MTA, devido à falta de vontade em concluir a transação, sua condição financeira, ao 737 MAX e outros problemas comerciais e de reputação”.

Pouco depois do acordo com a Embraer, a Boeing entrou em uma crise gravíssima em razão dos problemas de seu jato 737 Max. A situação piorou ainda mais recentemente diante da crise do coronavírus, que derrubou a demanda global por transporte aéreo.

Deixe um comentário