Bolsas mundiais recuam com tensões EUA-China.

LinkedIn

ÁSIA: A maioria dos principais bolsas asiáticas caiu na segunda-feira, com o aumento das tensão entre os EUA e a China pesando sobre o sentimento dos investidores, enquanto vários mercados da região permaneceram fechados por conta de feriados.

As quedas aconteceram após aumento nas tensões entre Washington e Pequim. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse no domingo que acreditava que um “erro” na China foi a causa da propagação da pandemia de coronavírus, embora ele não tenha apresentado nenhuma evidência para a acusação. A  principal agência de espionagem do país disse na quinta-feira que o vírus não foi criado pelo homem, mas ainda está investigando se foi causado por “um acidente em um laboratório em Wuhan”.

A Associated Press também informou que documentos da inteligência dos EUA acusaram a China de ocultar a gravidade do surto de coronavírus para se beneficiar da venda de suprimentos médicos.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 4,18%, enquanto as ações da gigante chinesa de tecnologia Tencent caiu 4,08%.

Kospi da Coreia do Sul caiu 2,68%. A inflação na Coreia do Sul desacelerou para uma baixa de seis meses em abril. O índice de preços ao consumidor subiu 0,1% em relação ao ano anterior, o ritmo mais lento desde outubro de 2019, após o aumento de 1,0% do mês anterior, informou o escritório de estatística na segunda-feira. A leitura ficou abaixo da previsão de economistas de um aumento de 0,4%. Os bloqueios para conter o vírus levaram os consumidores a gastar menos em viagens, refeições e outras atividades econômicas, informou o escritório de estatística. Comparado ao mês anterior, o IPC caiu 0,6% em abril, ficando as expectativas do mercado para uma queda de 0,2%. O índice caiu 0,2% em março. O IPC principal, que retira a volatilidade dos preços de energia e alimentos, subiu 0,1% em abril em relação ao ano anterior, mais lento que o aumento de 0,4% em março. No mês, caiu 0,2%, o mesmo ritmo de março. O Banco da Coreia, que estabeleceu uma meta de inflação anual de 2% para 2020, disse que a inflação pode chegar a 1% este ano. A inflação teve uma média de 0,4% em 2019, significativamente mais lenta que 1,5% em 2018.

O índice Straits Times de Singapura caiu 2,15%, enquanto o Nifty 50 na Índia caiu 5,78%.

Na Austrália, o  S & P / ASX 200  resistiu à tendência geral queda e fechou em alta de 1,41%, a 5.329,80 pontos. As ações do Westpac aumentaram 2,8%, apesar do banco ter anunciado anteriormente uma queda nos lucros no primeiro semestre e o adiamento do pagamento de dividendos. Entre as mineradoras, BHP caiu 1,1%, Fortescue Metals caiu 2,8%, Rio Tinto recuou 2,1%. Entre as produtoras de petróleo, Santos subiu 1,1% mas Woodside Petroleum caiu 1,6%.

No geral, o índice MSCI Asia ex-Japan caiu 2,54%.

Os mercados da China, Japão e Tailândia ficaram fechados na segunda-feira por conta de feriados.

Os desdobramentos com o surto global de coronavírus continuam sendo monitorados pelos investidores, com mais de 3,5 milhões de infectados em todo o mundo, enquanto pelo menos 247.300 vidas foram tiradas, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

Os preços do petróleo caíram na tarde do pregão asiático, com os futuros do Brent em queda de 2,5%, para US $ 25,78 por barril. Os contratos futuros de petróleo dos EUA despencaram 7,03%, para US $ 18,39 por barril.

EUROPA: As bolsas europeias recuam nesta segunda-feira de manhã após três dias de altas, com aumento nas tensões comerciais EUA-China em torno da origem do surto de coronavírus.

Os EUA ameaçaram impor tarifas à China ou tomar outras medidas em resposta à origem do surto de coronavírus. O secretário de Estado Mike Pompeo disse no domingo que há “enormes evidências” de que o vírus se originou de um laboratório em vez de ser transmitido através de animais.

O Stoxx 600 cai 3,6%, à medida que os principais setores deslizam para o vermelho.

O alemão DAX 30 cai 3,43%, CAC 40 da França recua 3,98, IBEX 35 da Espanha cai 3,08% e FTSE MIB de Milão perde 3,18%.

O FTSE 100 do Reino Unido cai 0,35%, na sequência das negociações da Bolsa de Londres na sexta-feira.

Entre as mineradoras, Anglo American cai 2,1%, Antofagasta recua 1,9%, BHP cai 1,2% e Rio Tinto perde 2%. Entre as empresas de energia, BP cai 1% e Royal Dutch Shell avança 0,1%.

Enquanto isso, o número de infecções por coronavírus ao redor do mundo continua a aumentar, agora superando 3,5 milhões. O vírus causou mais de 247.000 mortes em todo o mundo. Enquanto os casos e as mortes estão em declínio na Europa e nos EUA, a América Latina e a África estão vendo um número crescente de casos, observou a Reuters na segunda-feira.

Hoje, a Itália iniciam a chamada “fase 2” de reabertura de suas economias, com indústrias e grande parte de bares e restaurantes a voltar a funcionar com serviços de delivery. Um montante de 4,4 milhões de italianos voltam a trabalhar, entre elas, 2,7 milhões estão no norte do papis.

Os dados divulgados na segunda-feira mostraram como os bloqueios por coronavírus foram prejudiciais à economia. O PMI italiano de manufatura caiu para um recorde recorde de 31,1 em abril e o PMI de manufatura da Espanha caiu para 30,8. Quaisquer leitura abaixo de 50 indica contração.

Os analistas esperam uma queda de 5,5% no PIB da zona do euro neste ano, de acordo com uma estimativa compilada pelo Banco Central Europeu, seguida por uma recuperação de 4,3% em 2021.

EUA: Os futuros de ações caem no início da manhã de segunda-feira, com os investidores avaliando a reabertura da economia, juntamente com o aumento das tensões entre a China e os EUA.

Alguns estados dos EUA estão começando a reabrir seus negócios não essenciais e afrouxando os pedidos de ficar em casa, em um esforço para reabrir a economia depois que o coronavírus forçou uma parada quase global na atividade econômica. No entanto, esse alívio ocorre apesar dos dados da Organização Mundial da Saúde mostrarem que os EUA tiveram as 24 horas mais letais do surto entre quinta e sexta-feira.

Segundo analistas, a reabertura prematura da economia americana é um grande risco para o mercado de ações. Se as curvas crescentes do Covid-19 ressurgirem e as economias terem que ser fechadas novamente, os danos ao psicológico do mercado de ações serão drásticos.

Enquanto isso, Warren Buffett, disse que a Berkshire Hathaway vendeu todas as suas ações de companhias aéreas por causa do surto de coronavírus. Embora o lendário investidor tenha sido otimista a longo prazo sobre as perspectivas para os EUA, a mudança mostra sua preocupação de que a pandemia tenha mudado permanentemente certos setores e possa ser um sinal de que outros investidores estão otimistas demais com o retorno rápido da economia ao normal.

As bolsas alcançaram seu melhor desempenho mensal em mais de 30 anos em abril, em parte devido às esperanças de uma reabertura econômica. No mês passado, o S&P 500 subiu 12,7%.

As crescentes esperanças de um possível tratamento da Gilead Sciences também contribuíram para a melhora do mercado no mês passado. No domingo, o CEO Daniel O’Day disse que o remdesivir, o promissor medicamento antiviral de Gilead, estará disponível para pacientes com coronavírus nesta semana.

Mais de 3,4 milhões de casos de Covid-19 foram confirmados globalmente, incluindo mais de 1,1 milhões somente nos EUA, segundo dados da Universidade Johns Hopkins .

Os investidores também estão preocupados com a tensão entre a China e os EUA. No domingo, o secretário de Estado Mike Pompeo disse que havia uma “quantidade significativa de evidências” conectando o coronavírus a um laboratório na região de Wuhan, na China.

Esses comentários foram feitos depois que o diretor do Conselho Econômico Nacional, Larry Kudlow, disse na sexta-feira que a China será ”responsabilizada” pelo coronavírus. No início da semana, o presidente Donald Trump disse que estava considerando impor tarifas à China por conta da negligência em relação ao surto do coronavírus.

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -1,16%
SP500: -0,96%
NASDAQ: -0,83%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário