Bom dia ADVFN - Mercado aguarda agenda econômica

LinkedIn
Esse é o Bom dia, Investidor! 28 de maio de 2020, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Os índices futuros dos Estados Unidos e as Bolsas europeias operam com ganhos mais modestos nesta quinta-feira, repercutindo a aprovação de uma nova lei de segurança para Hong Kong e a expectativa em relação ao pacote de ajuda à Europa.

Nesta quinta-feira, o Legislativo da China aprovou a controversa lei de segurança nacional para Hong Kong. A medida acirra as relações com os Estados Unidos e também coloca uma dúvida sobre o papel de Hong Kong como centro financeiro da região.

O Hang Seng Index, de Hong Kong, recuou 0,72%. Já o índice Sanghai SE registrou alta de 0,33%. Em Tóquio, o Nikkei 225 avançou 2,32%.

Já na Europa, os investidores avaliam o pacote de estímulo que totaliza 2,4 trilhões de euros (o equivalente a US$ 2,6 trilhões) em gastos totais para combater os impactos do coronavírus na economia. Esse pacote é suportado por uma emissão de 750 bilhões de euros (aproximadamente US$ 826 bilhões) no mercado de título públicos.

Essa emissão de títulos servirá para dar suporte aos 27 países membros. No entanto, a proposta precisa ser aceita por todos os membros para que possa ser implementada.
O WTI (NYMEX:CL\N20) está sendo negociado a US$ 32,21, com queda de -1,9%. Os futuros internacionais de petróleo Brent (NYMEX:BZ\N20) também operam em queda de 1,5%, negociado a US$ 34,91, ao passo que o dólar mede forças em relação às moedas rivais, perdendo terreno das divisas de países desenvolvidos, mas avançando frente às correlacionadas às commodities. O ouro sobe.
Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 2,01%, cotados a 710.500 iuanes, equivalente hoje a US$ 99,27.
Bitcoin é negociado a US$ 9.192, praticamente estável.

Coronavírus

O Brasil já é o país com maior número de mortes diárias pela Covid-19.

O mundo registra 5.710.393 de casos de coronavírus e 356.042 mortes. O Brasil chegou a 411.821 casos e 25.598 mil mortes confirmadas hoje pela Universidade Johns Hopkins.

Brasil

O governador de São Paulo, João Doria, apresentou o plano de reabertura do comércio no estado de SP. Comércio e shoppings da cidade de São Paulo poderão reabrir com restrições pelos próximos 15 dias a partir de segunda-feira. A quarentena foi prorrogada até o dia 15 de junho, mas haverá flexibilização da medida em algumas regiões do Estado também no próximo mês.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin a suspensão do inquérito da fake news. O pedido ocorre após a Polícia Federal ter deflagrado nesta manhã operação mirando suposto esquema criminoso de divulgação de notícias falsas que envolviam 29 buscas e apreensões, incluindo apoiadores e aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Ibovespa e dólar ontem

O Ibovespa fechou em alta de +2,90%, aos 87.946 pontos, após São Paulo divulgar o plano de reabertura e o Livro Bege reportar otimismo do empresariado e mercado americanos.

O destaque corporativo foi a Usiminas, devido à alta procura do minério de ferro por siderúrgicas chinesas e uma restrição da oferta.

O dólar fechou em R$5,27, queda de -1,47%. Essa é a sexta queda seguida, e teve ajuda do Banco Central – rolando US$ 600 milhões em swaps – e do Bank of America, que recomendou a moeda brasileira em caso de recuperação econômica em “V”.

Agenda Econômica

A agenda econômica desta quinta-feira está cheia de divulgações relevantes. Na agenda doméstica, merece atenção a taxa de desocupação (Pnad) atualizada até o mês passado – portanto, já sob efeito do impacto da pandemia de coronavírus na economia. Os números oficiais serão conhecidos às 9h.

Esse salto deve refletir uma queda no número de empregados com carteira de trabalho assinada, após os dados de emprego formal (Caged) divulgados ontem mostrarem a eliminação de 1,1 milhões de vagas entre março e abril, combinado com um aumento dos trabalhadores por conta própria e sem carteira assinada, que no mês passado já somavam um contingente recorde, com quase 37 milhões de trabalhadores informais.

Às 8h, saem o resultado de maio do IGP-M, que deve desacelerar pelo segundo mês seguido, além do índice de confiança no setor de serviços neste mês. O Tesouro Nacional divulga os resultados das contas públicas em abril às 10h.

Já nos Estados Unidos, o destaque fica com a segunda leitura do PIB no início deste ano. Na primeira estimativa, foi registrada queda de 4,8% da economia norte-americana entre janeiro e março e a expectativa é de que esse número se mantenha. A revisão será divulgada às 9h30.

No mesmo horário, saem os pedidos semanais de auxílio-desemprego feitos nos EUA, que devem continuar mostrando melhora, apesar de manter o ritmo de 2 milhões de solicitações em uma única semana. Também às 9h30 serão conhecidas as encomendas de bens duráveis nos EUA no mês passado. Depois, é a vez de novos dados do setor imobiliário (11h) e dos estoques semanais de petróleo bruto e derivados (12h).

Momento B3Oi adia divulgação, lucro da Arezzo, prejuízo da Rumo e outros destaques corporativos desta quinta-feira

Destaques de Wall Street: Amazon, dollar General e outros destaques desta quinta-feira

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na B3 (BOV:IBOV) e em mais de 80 bolsas mundiais através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico

Deixe um comentário