M.Dias Branco (MDIA3) 1T20: Lucro líquido de R$ 137 milhões; Crescimento de 140,8%

LinkedIn

A M. Dias Branco reportou lucro líquido de R$ 137 milhões de reais no primeiro trimestre (1T20), crescimento de 140,8% em comparação com igual período do ano anterior. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 228,5 milhões de reais, apresentando uma alta de 103% no comparativo com o 1t19.

A produtora de biscoitos, massas, farinha de trigo e outros produtos, com valor de mercado hoje de 11 bilhões, é negociada na B3 através do papel: (BOV:MDIA3).

A margem Ebtida aumentou 5,5 pontos percentuais na comparação anual. O indicador variou de 8,5% no primeiro trimestre de 2019 para 14% em 2020.

“A expansão da Margem EBITDA se deu pelo efeito mix favorável do crescimento mais acelerado de itens com menor participação de farinha de trigo nos custos (biscoitos e massas vs. farinha e farelo), pelo menor custo médio do trigo no 1T20 versus 1T19 (-6,9%), reflexo das compras acertadas que fizemos no final de 2019 e início de 2020, pelo aumento da verticalização de farinha de trigo (96,7% no 1T20 vs. 84,2% no 1T19) e pela maior diluição das despesas fixas com vendas e administrativas” destacou a empresa.

A receita operacional líquida da M. Dias atingiu R$ 1,6 bilhão entre janeiro e março, avanço de 24,3%, em comparação aos três primeiros meses de 2019

“Observamos um forte desempenho das vendas na segunda quinzena de março, fruto das medidas de distanciamento social para a contenção da pandemia de Covid-19”, informou a empresa em relatório.

O volume de vendas totais aumentou 22,4% no primeiro trimestre 2020 na comparação anual, alcançando 476,5 mil toneladas. No mesmo período do ano passado tinham sido 389,3 mil toneladas, mas nos últimos três meses de 2019 foram 492,2 mil toneladas, registrando assim uma queda de 3,2%.

No primeiro trimestre do ano, na comparação anual, o volume de vendas de biscoitos aumentou de 25,1% enquanto o volume de vendas de massas aumentou de 27,3%, alcançando 137,9 mil toneladas e 104,9 mil toneladas, respectivamente.

O market share nos segmentos de biscoitos e massas se manteve, respectivamente, em 33,2% e 32,4%.

O investimento no período foi de R$ 56,3 milhões, queda de 19%. O endividamento líquido encerrou o trimestre em R$ 660,7 milhões.

“Seguimos confiantes no potencial de crescimento sustentável da M. Dias Branco, certos de que estamos fazendo os investimentos necessários” informou a empresa.

As exportações cresceram 103,2% e totalizaram R$ 25,1 milhões no 1T20. “Destaque para o crescimento de 79% dos volumes nos EUA com a marca Vitarella e aos projetos de marca própria. O crescimento das exportações segue o plano de lançarmos produtos e embalagens adaptados aos mercados internacionais e ao foco em mercados com maior potencial de expansão, como América do Sul, EUA, África e América Central”, salientou a M. Dias Branco no documento.

A empresa divulgou o resultado do primeiro trimestre no dia 08/05/2020. Confira o release.

+ Confira o calendário de divulgação de resultados do 1T20 das empresas listadas na Bolsa de Valores.

Efeito Coronavírus e Teleconferência

A empresa apresenta sua teleconferência na segunda-feira, dia 11 de maio de 2020.

A indústria de pães, massas e biscoitos do Brasil prepara reajustes de 12% a 30% em seu portfólio ao longo deste semestre, para repassar o aumento de custos com o trigo, ao mesmo tempo em que vê o consumo de seus produtos crescendo com os isolamentos contra o coronavírus.

Visão do mercado

Eleven Financial

Para Eleven, o resultado da M Dias Branco do 1T20, veio forte e acima das nossas expectativas como resultado do bom crescimento de volume e recuperação de margem .

“Em nossa visão, 2020 deve ser melhor para companha do que em 2019 pelo fato dos produtos da companhia serem acessíveis e facilmente estocados em casa, somado a melhoria da gestão”, destacou Diana Stuhlberger, analista da Eleven.

A Eleven Financial mantém recomendação neutra com preço-alvo em R$ 38,00.

Como foi o desempenho das ações

Em 2020, o papel oscilou entre a mínima de R$ 24,00 e R$ 45,05 na máxima. Até o momento, a empresa desvalorizou 14,63%.
Nos últimos 5 anos, o papel teve um preço médio de R$ 40,21, atingiu a mínima de R$ 18,28 e a máxima de R$ 61,28.
Desconsiderando amortizações, a empresa pagou R$ 0,25 em proventos no valor bruto dos proventos com DATA COM entre 09/05/2019 e 08/05/2020 com Dividend Yield de 0,77%.

Quem é a M. Dias Branco

M. Dias Branco é uma empresa focada na fabricação, venda e distribuição de bolachas, biscoitos e massas alimentícias. Além disso, ela também fabrica farinha de trigo e trigo integral, margarina e gordura vegetal. A empresa distribui os seus produtos através de uma rede de vendedores internos, representantes de vendas independentes e distribuidores terceirizados. A empresa possui 12 (doze) unidades de manufatura localizadas em sete estados brasileiros. Suas principais marcas comerciais são: Fortaleza, Richester, Adria, Isabela, Basilar, Zabet, Vitarella e Treloso.

A companhia apresenta 100% de Tag Along com Free Float de 36,36% no papel MDIA3.

 

Ativos Reais que rendem de 15% a 20%. Até agora, essas chances eram restritas a investidores milionários e institucionais.

Deixe um comentário