Bom dia ADVFN - Otimismo com novos estímulos enquanto mercado aguarda Payroll

LinkedIn
Esse é o Bom dia, Investidor! 05 de junho de 2020, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Os investidores comemoram as mais recentes medidas de estímulo para ajudar a economia global e mantêm o otimismo em relação à recuperação da atividade em um cenário pós-pandemia.

As Bolsas da Europa operam em alta após nova injeção de liquidez anunciada pelo Banco Central Europeu (BCE). Nem mesmo a divulgação de dados do emprego nos Estados Unidos, que deve mostrar a maior taxa de desemprego desde os anos 1930, deve diminuir esse otimismo.

O BCE anunciou, na quinta-feira, mais 600 bilhões de euros para compra de títulos, elevando para 1,35 trilhão a injeção de liquidez. Na ocasião, a presidente do BCE, Christine Lagarde, atribuiu esse reforço a uma “contração sem precedentes” na economia da zona do euro.

Além do novo estímulo na Europa ter ficado acima do esperado, também é esperada uma nova rodada de injeção de liquidez pelos Estados Unidos.

Os índices futuros das bolsas de Nova York têm alta acelerada, ao redor de 1%, em meio a relatos de que o governo Trump deve lançar novos estímulos, em até US$ 1 trilhão, para combater os impactos econômicos do coronavírus.

Na Ásia, a sessão também foi de ganhos, com os investidores atraídos pelo dinheiro jorrado para estimular a economia global. O Hang Seng Index, de Hong Kong, avançou 1,66%. O índice Sanghai SE subiu 0,40%. Já em Tóquio, o Nikkei 225 registrou alta de 0,74%.

Nos demais mercados, o petróleo caminha para a sexta semana seguida de alta, embalado pela tentativa de acordo dos maiores produtores e exportadores (Opep+) para estender os cortes de produção. O ouro recua -0,8% sendo negociado a US$ 1706.

O WTI (NYMEX:CL\N20) está sendo negociado a US$ 38,07, com alta de +1,8%. Os futuros internacionais de petróleo Brent (NYMEX:BZ\Q20) também operam em alta de 2,5%, negociado a US$ 40,97.
Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em queda de 0,93%, cotados a 746.000 iuanes, equivalente hoje a US$ 105,22.
Bitcoin é negociado a US$ 9.819, com alta de +0,31%.

Coronavírus

E embora o número de mortos pela Covid-19 se aproxime dos 400 mil no mundo, os agentes de mercado estão otimistas com os avanços em busca de uma vacina para a doença.

O mundo registra 6.651.047 de casos de coronavírus e 391.571 mortes. O Brasil atingiu 614.941 casos e 34.021 mil mortes confirmadas hoje pela Universidade Johns Hopkins.

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (8.560). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (6.327), Ceará (3.813), Pará (3.416) e Pernambuco (3.134).

Brasil

Em São Paulo, o prefeito Bruno Covas autorizou concessionárias de carros e escritórios a reabrirem hoje.

No inquérito que apura suposto crime de racismo cometido em rede social, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, prestou depoimento à Polícia Federal na tarde de ontem. Desta vez, Weintraub entregou seu posicionamento por escrito e deixou o prédio em meia hora. O ministro também é investigado no inquérito das fake news.

O Ministério Público Federal pediu o arquivamento de inquérito sobre o atentado sofrido pelo presidente Jair Bolsonaro durante a campanha de 2018, por concluir que Adélio Bispo, responsável pela facada, agiu sozinho e por iniciativa própria.

No news is good news. O alívio na tensão entre o presidente Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal e o aumento da procura por ações de investidores órfãos da renda fixa, diante das projeções que já colocam os juros abaixo dos 2% ao ano, são alguns motivos que ajudam o índice a se aproximar dos 100 mil pontos.

Ibovespa e dólar ontem

O Ibovespa fechou em alta de 0,89%, aos 93.828,61 pontos. Novos estímulos, expectativa com retomada da economia e ânimo com volta do investidor estrangeiro, após a B3 informar que saldo em junho está positivo em R$933,045 milhões, fizeram o Ibovespa destoar do exterior e engatar a quinta valorização consecutiva.

O dólar fechou em alta de +0,81%, cotado em R$ 5,13. Ontem, foram rolados mais US$600 milhões em swap cambial.

Agenda Econômica

O destaque do dia é o Payroll (09h30), número oficial de desemprego americano, com previsão de novo salto da taxa de desemprego para 19,5% e mais 8,3 milhões de vagas de trabalho perdidas em maio. Às 15h, também serão conhecidos os dados sobre o crédito ao consumidor em abril.
Na agenda doméstica, sai o resultado de maio do IGP-DI (8h), que deve ganhar força e subir 0,5% em relação a abril, com a taxa acumulada em 12 meses indo a 6,3% até o mês passado.

Usuários ADVFN acompanham, gratuitamente e em tempo real, a cotação de todas as ações negociadas na B3 (BOV:IBOV) e em mais de 80 bolsas mundiais através das ferramentas Monitor, Cotação e Gráfico

Deixe um comentário