Confira os Indicadores Econômicos desta quarta-feira

LinkedIn

BRASIL

No Brasil, o setor de serviços recuou 11,7% em abril, na comparação com março, ainda sob forte influência das medidas de distanciamento social para conter o contágio da Covid-19. Esse é o terceiro recuo consecutivo e o mais intenso da série histórica, iniciada em janeiro de 2011. Os resultados da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgados hoje (17) pelo IBGE, mostram que, nestes três meses de retração, o setor acumula uma perda de 18,7%.

Todas as cinco atividades investigadas tiveram quedas recordes, com destaque para transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-17,8%) e serviços prestados às famílias (-44,1%). Considerando os meses de março e abril, esses dois setores acumulam quedas de 24,9% e 61,6%, respectivamente.

Nas outras atividades, as retrações foram de 8,6% em serviços profissionais, administrativos e complementares, 3,6% em informação e comunicação e 7,4% em outros serviços.

Regionalmente, 26 das 27 unidades da federação tiveram recuos entre marco e abril, com destaque para as perdas de São Paulo (-11,6%) e Rio de Janeiro (-12,7%), que sofreram pressão negativa, principalmente, dos segmentos de alojamento e alimentação. O único impacto positivo veio do Mato Grosso (9,0%).

No Brasil, o Banco Central anuncia as medidas monetárias e também o Fluxo Cambial.

ÁSIA

No Japão, as exportações caíram 28% em maio, enquanto as importações caíram 26% quando a pandemia de coronavírus atingiu o comércio global. Os dados provisórios do Ministério das Finanças, divulgados quarta-feira, mostraram que maio foi o segundo mês consecutivo em que o Japão registrou um déficit comercial.

O crescimento do Japão depende do comércio e do turismo, bem como de pequenas e médias empresas domésticas voltadas para o consumidor, que foram afetadas pelas restrições de viagens, estadia em casa e distanciamento social, destinadas a conter a propagação do COVID-19.

As exportações para os Estados Unidos caíram mais de 50% e as da Austrália caíram 59%. As importações dos Estados Unidos caíram quase 28%, enquanto as da Austrália caíram 29%. O comércio com a China estava se recuperando nos níveis do ano passado, com exportações e importações caindo cerca de 12%.

Na Austrália, o Índice Econômico Líder (LEI) do Conference Board aumentou 0,9% em abril de 2020 para 107,6. O Índice Econômico Coincidente (CEI) caiu 2,6% em abril de 2020 para 104,6.

EUROPA

Na Europa, em maio de 2020, um mês ainda marcado pelas medidas de contenção do COVID-19, a taxa de inflação anual da Zona do Euro foi de 0,1%, ante 0,3% em abril. Um ano antes, a taxa era de 1,2%. A inflação anual da União Europeia foi de 0,6% em maio de 2020, ante 0,7% em abril. Um ano antes, a taxa era de 1,6%. Estes números são publicados pelo Eurostat, o escritório de estatística da União Europeia.

As taxas anuais mais baixas foram registradas na Estônia (-1,8%), Luxemburgo (-1,6%), Chipre e Eslovênia (ambas -1,4%). As maiores taxas anuais foram registradas na Polônia (3,4%), República Tcheca (3,1%) e Hungria (2,2%). Em comparação com abril, a inflação anual caiu em 20 Estados-Membros, permaneceu estável em dois e aumentou em cinco.

No Reio Unido, o Índice de Preços ao Consumidor, incluindo os custos de habitação dos ocupantes dos proprietários (CPIH) em 12 meses, foi de 0,7% em maio de 2020, abaixo dos 0,9% em abril de 2020. A maior contribuição para a taxa de inflação de 12 meses do CPIH em maio de 2020 veio da recreação e cultura (0,23 pontos percentuais). A queda dos preços de combustíveis para automóveis e uma variedade de bens recreativos e culturais resultaram nas maiores contribuições para a mudança na taxa de inflação de 12 meses do CPIH entre abril e maio de 2020. O aumento dos preços de alimentos e bebidas não alcoólicas resultou em uma compensação parcialmente contribuição ascendente para mudar. Os dados são do Governo Britânico.

CANADÁ

O Índice de Preços ao Consumidor (CPI) caiu 0,4% em maio, em comparação com o mesmo período do ano anterior, ante uma queda de 0,2% em abril. Excluindo a gasolina, o CPI subiu 0,7%, o menor aumento desde janeiro de 2013. Em uma base mensal com ajuste sazonal, o CPI aumentou 0,1% em maio. Entre os principais componentes, o índice de transporte (+ 2,7%) foi o único a aumentar, impulsionado pelos preços mais altos da gasolina em maio. Os preços subiram em quatro dos oito principais componentes em uma base ano a ano. Os preços do transporte contribuíram mais para o declínio do CPI, principalmente por causa dos preços mais baixos do gás em comparação com maio de 2019. Os dados são do Governo Canadense.

ESTADOS UNIDOS

Nos Estados Unidos, o Census Bureau e o Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano anunciaram conjuntamente as seguintes novas estatísticas de construção residencial para maio de 2020:

As licenças para construção de unidades habitacionais particulares em maio estavam com uma taxa anual ajustada sazonalmente de 1.220 milhão, isso é 14,4% (± 1,1%) acima da taxa revisada de 1.066 milhão em abril, mas é 8,8% (± 1,0%) abaixo da taxa de 1.338 milhão em maio de 2019. As autorizações unifamiliares em maio foram de 745 mil, isto é 11,9% (± 1,9%) acima do número revisado de 666 mil. As autorizações de unidades em edifícios com cinco unidades ou mais eram de 434 mil em maio.

Nos Estados Unidos serão apresentados os estoques de petróleo.

 

 

Deixe um comentário