Gol fecha acordo com funcionários para programas de redução de salário, licença e PDV

LinkedIn

A Gol fechou um acordo coletivo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), que representa pilotos, copilotos e comissários de bordo, válido pelos próximos 18 meses, com início no próximo dia 1º de julho. O acordo tem por objetivo garantir os empregos dos funcionários da companhia no período.

As propostas aprovadas incluem programas de demissão voluntária (PDV), licença não remunerada e redução de salários e jornada em 50% até o fim de 2021.

A medida abrange 926 comandantes, 964 copilotos e 3.262 comissários de bordo, segundo a Gol.

Em nota, a companhia aérea disse que os objetivos primordiais do programa “são a manutenção dos empregos e a preservação do caixa nesse momento desafiador vivido em razão da pandemia do coronavírus’.

Após um mês de negociações, os acordos foram aprovados em votações on-line realizadas entre quarta (3) e quinta-feira (4).

Segundo o sindicato, o acordo coletivo dos comissários foi aprovado com 1.778 votos a favor (80,1%) e 441 votos contrários (19,9%). A proposta para os copilotos teve 641 votos a favor (94,5%) e 37 votos contrários (5,5%). Já o acordo dos comandantes registrou 600 votos a favor (90,5%) e 63 votos contrários (9,5%).

“A contrapartida dos acordos é a garantia de emprego, ficando vedada qualquer demissão sem justa causa durante o período de vigência dos acordos coletivos”, informou em nota o SNA.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário