Índices acionários da China fecham em alta por expectativa de controle de surto e reuniões com os EUA

LinkedIn

Os índices acionários da China fecharam em alta nesta terça-feira, com o sentimento impulsionado pela confiança na capacidade de Pequim de controlar o ressurgimento de casos de coronavírus e expectativas sobre os laços bilaterais com os Estados Unidos.

O Nikkei 225 no Japão subiu 4,88%, fechando a 22.582,21, com as ações da fabricante de robôs Fanuc disparando 6,74%, enquanto o índice Topix avançou 4,09% para encerrar o dia de negociação em 1.593,45. Na Coréia do Sul, o Kospi subiu 5,28%, fechando em 2.138,05.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 2,39%, fechando em 24.344,09. As ações da China continental estavam mais altas no dia, com o composto de Xangai subindo 1,44%, para cerca de 2.931,75, enquanto o componente de Shenzhen subiu 1,847%, para aproximadamente 11.398,97.

Após semanas praticamente sem nenhuma nova infecção por coronavírus, Pequim registrou 106 novos casos desde 11 de junho. Mas os investidores mostraram confiança de que Pequim é capaz de controlar esse ressurgimento, já que o governo agora tem mais experiência, disse Zhang Qi, analista do Haitong Securities.

As ações também foram ajudadas por notícias de esperadas reuniões entre o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o conselheiro de Estado da China, Yang Jiechi, nesta semana para discutir os laços bilaterais que azedaram desde o início do ano.

Deixe um comentário