YouTube encerra canal do Bitcoin.com ‘basicamente sem motivo', diz Roger Ver

LinkedIn

O YouTube encerrou o canal oficial do site Bitcoin.com, focado em notícias sobre criptomoedas, por “uma violação dos Termos de Serviço do YouTube”.

De acordo com um comunicado do presidente do Bitcoin.com, Roger Ver, postado no Reddit hoje cedo, a conta foi encerrada “basicamente sem motivo”. Ele sugeriu que isso poderia ter sido relatado pelos maximalistas do Bitcoin (BTC) (Ver foi o criado do Bitcoin Cash (BCH), criticando o Bitcoin por se tornar “uma reserva de valor”):

“Eu suspeito que provavelmente um monte desses maximalistas anticoncorrenciais do Bitcoin Core tenham falsamente denunciado o vídeo dizendo ‘É uma fraude de dinheiro [moeda]!’ Ou alguma bobagem como essa.”

Ver acrescentou que, independentemente de a conta do YouTube ser restabelecida, “parece ser o momento certo para começar a explorar outras opções”, como lbry.tv, Dtube e BitChute. Ele observou que ainda precisa aprender mais sobre eles, pedindo ao público que pondere e sugira alternativas viáveis.

O fundador do Bitcoin.com também enfatizou que existem “toneladas” de golpes de doação no YouTube com o apoio falso de celebridades de Elon Musk e outros, sugerindo que a plataforma tem sido ineficiente no combate à fraude.

Atualmente, não está claro quantos assinantes a conta do YouTube do Bitcoin.com tinha no momento em que foi suspensa. De acordo com uma versão em cache do canal de maio de 2019, contava com mais de 25 mil inscritos.

Guerra sombria do YouTube contra criptomoedas

A guerra não oficial do YouTube contra criptomoedas tem se intensificado, já que muitos YouTubers de criptomoeda, incluindo Ivan on Tech, Chris Dunn e Tone Vays, viram seus canais suspensos ou sinalizados nos últimos seis meses.

No mês passado, o Cointelegraph também experimentou a estranha atitude do YouTube em relação à cobertura de criptomoedas, quando a plataforma repentinamente desligou nossa transmissão ao vivo de sete horas do Halving do Bitcoin.

O Cointelegraph entrou em contato com o YouTube e Roger Ver para obter comentários adicionais, mas não recebeu resposta até o momento. Este artigo será atualizado caso haja uma resposta.

Por Stephen O’Neal

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário