Apple fecha mais 30 lojas de varejo com aumento de casos de coronavírus

LinkedIn

A Apple (BOV:AAPL34) fechará 30 lojas adicionais nos Estados Unidos nesta semana, informou a empresa, elevando para 77 o número total de fechamentos nos Estados Unidos, com os casos do Covid-19 aumentando rapidamente em várias regiões do país.

Lojas no Alabama, Califórnia, Geórgia, Idaho, Lousiana, Nevada e Oklahoma serão fechadas amanhã. Outras lojas na Flórida, Mississippi, Texas e Utah estão fechadas a partir de hoje. A Apple possui 271 lojas nos Estados Unidos.

As ações da Apple caíram no anúncio para ficar negativo durante as negociações na quarta-feira.

As lojas da Apple tendem a estar em shoppings e o fato de estarem fechando em um número tão grande pode ser visto como um indicador negativo de como as operações de varejo podem ser reiniciadas nos Estados Unidos em meio ao coronavírus.

Um porta-voz da Apple disse em um comunicado: “Devido às condições atuais do COVID-19 em algumas das comunidades que atendemos, estamos fechando temporariamente as lojas nessas áreas. Demos esse passo com muita cautela, pois monitoramos de perto a situação e esperamos ter nossas equipes e clientes de volta o mais rápido possível. ”

Os fechamentos anunciados na quarta-feira incluem as duas últimas lojas restantes abertas na Flórida, além de várias lojas na área de Los Angeles.

A Apple foi uma das primeiras empresas a fechar suas lojas em todo o mundo em resposta à pandemia de Covid-19. As lojas começaram a reabrir nos EUA com medidas de segurança, incluindo máscaras e verificações de temperatura, mas as taxas crescentes do Covid-19 obrigaram a empresa a fechar muitas de suas localizações em estados atingidos.

Fonte CNBC

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário