Bitcoin pode atingir US$ 20.000 se bancos dos EUA investirem 1% de seus ativos na criptomoeda, diz analista

LinkedIn

O Bitcoin (BTC) passará de US$ 20.000 se os bancos dos EUA investirem até 1% de seus ativos, acredita um analista.

Discutindo a aceitação institucional do Bitcoin em 23 de julho, o gerente de ativos digitais da Capriole, Charles Edwards, disse que “não é difícil ver” a tendência que se desenrola.

“Não é difícil ver para onde isso está indo”

“Se os bancos dos EUA colocarem apenas 1% de seus ativos no Bitcoin como investimento, hedge ou seguro … o preço do Bitcoin mais do que dobra”, ele escreveu no Twitter, acrescentando:

“Apenas 1 ação da NASDAQ (Grayscale) já possui 2% da oferta circulante de Bitcoin hoje. Não é difícil ver para onde isso está indo.”

Edwards publicou um gráfico dos crescentes saldos de ativos dos bancos dos EUA como prova do impacto potencial que uma inclinação para o BTC teria na maior criptomoeda do mundo.

A Grayscale agora é um gigante entre os consumidores de Bitcoin, juntamente com a empresa de pagamentos Square, responsável por comprar a maioria das moedas mineradas este ano.

 

U.S. bank asset balances chart

Gráfico de saldos de ativos bancários dos EUA, Fonte: Charles Edwards/ Twitter

Instituições silenciosamente acumulam BTC

Os comentários de Edwards são oportunos. Nesta semana, os credores dos EUA receberam a luz verde dos reguladores para se envolverem em atividades de custódia de criptomoedas.

Se um influxo do setor acabaria por beneficiar o Bitcoin como um ativo permanece um tópico controverso. Anteriormente, circulavam preocupações de que a atenção institucional na forma de produtos como um fundo negociado em bolsa (ETF) de Bitcoin seria prejudicial à descoberta de preços.

“Não é uma questão de bom ou ruim, é apenas um fato”, acrescentou Edwards.

No entanto, outros movimentos recentes servem apenas para reforçar a trajetória ascendente do mercado. Paul Tudor Jones, o investidor independente que se tornou cada vez mais otimista no Bitcoin, revelou recentemente que já havia investido até 2% de sua riqueza no BTC.

Por William Suberg

Deixe um comentário