Bom dia ADVFN - Mercado recua com preocupação sobre recuperação econômica e agenda fraca

LinkedIn
Esse é o Bom dia, Investidor! 07 de julho de 2020, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Os mercados europeus recuam na manhã de terça-feira, com preocupações sobre a ameaça à recuperação econômica após novos casos de coronavírus nos EUA e dados fracos na Alemanha, diminuindo o rali de segunda-feira. As novas projeções para a economia da Europa também contribuem para diminuição do ânimo.

A Comissão Europeia espera uma contração de 8,3% no Produto Interno Bruto (PIB) das 27 economias da região, pior do que a projeção de queda de 7,4% feita em maio. Para 2021, se espera uma expansão de 5,8% (ante 6,1% dos números divulgados em maio).

No mercado asiático, o Nikkei 225, de Tóquio, registrou desvalorização de 0,44%. O Shangai SE fechou em alta de 0,37% e o Hang Seng Index, de Hong Kong, recuou 1,38%.

O WTI (NYMEX:CL\Q20) está sendo negociado a US$ 40,03, com queda de -1,4%. Os futuros internacionais de petróleo Brent (NYMEX:BZ\U20) também operam em queda de -0,9%, negociados a US$ 42,66.

Bitcoin é negociado em queda de -1,03% a US$ 9.251. O ouro é negociado a US$ 1.783,80 por onça-troy.
Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 2,68%, cotados a 767.000 iuanes, equivalente hoje a US$ 109,16.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Coronavírus

Os Estados Unidos contam com mais de 2,9 milhões de casos confirmados da Covid-19 e ao menos 130 mil mortes. A principal preocupação é com a nova onda de contágio, que obrigou economias que já estavam em um processo de abertura a retornar ao estágio de bloqueio, como a região de Miami, na Flórida.

Os investidores seguem atentos ao surgimento de potenciais tratamentos para a doença ou de uma vacina.

O mundo registra 11.633.678 de casos de coronavírus e 538.395 mortes, confirmadas hoje pela Universidade Johns Hopkins.

O Brasil chegou a 65.487 mortes em decorrência da covid-19. Foram registradas mais 620 mortes nas últimas 24 horas, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta segunda-feira (6).

Pelas estatísticas do Ministério da Saúde, foram identificados mais 20.229 casos da doença. Com isso, o número total de pessoas infectadas chegou a 1.623.284.

Brasil

Com sintomas de covid-19, o presidente Jair Bolsonaro, que completou 65 anos em março, aguarda o resultado do teste que sairá hoje, por volta de 12h. Bolsonaro informou que estava com 38°C de febre e 96% de taxa de oxigenação no sangue, e contou que está tomando hidroxicloroquina. Por causa dos sintomas, a agenda do presidente para o restante da semana está cancelada.

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro ampliou os vetos à lei que trata do uso obrigatório de máscaras em espaços públicos, desobrigando a utilização da proteção não só em igrejas, comércios, escolas, mas também em presídios e unidades de cumprimento de medidas socioeducativas.

Hoje, às 10:30, os líderes do senado se reúnem para tratar de projetos restantes da última semana, mas sem incluir a pauta antibancos.

Agora pela manhã foi publicada a lei que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. O texto permite às empresas suspender contratos ou reduzir jornadas e salários de funcionários até o fim do ano, enquanto durar o estado de calamidade pública decretado em função da pandemia.

Em nota conjunta, os Ministérios da Economia e de Minas e Energia reagiram ao pedido de liminar do Congresso Nacional para que o STF bloqueie as operações sobre a venda de refinarias. Segundo as duas pastas, a privatização de refinarias da Petrobras encontra aval em decisões recentes do Supremo Tribunal Federal (STF).

Agenda Econômica

A agenda econômica perde força hoje no Brasil e no exterior, com destaque para o relatório Jolts sobre as contratações e demissões nos EUA (11h00), ambos referentes ao mês de maio.

Os dados da produção industrial alemã ficaram mais fracos do que o esperado na manhã de terça-feira, aumentando 7,8% em maio, uma recuperação mais modesta do que os 10% esperados pelos analistas consultados pela Reuters após uma contração de -17,5% em abril.

🗓 AGENDA ECONÔMICA 🗓 07/07

🇩🇪 Produção industrial mensal (03h00)
🇬🇧 Produtividade de mão de obra trimestral (03h00)
🇺🇸 Federal Reserve – Discurso do diretor Raphael Bostic (10h00)
🇺🇸 Ofertas de emprego JOLTs mensal (11h00)
🇺🇸 Federal Reserve – Discurso do diretor Randal Quarles (14h00)
🇺🇸 Federal Reserve – Discurso da diretora Mary Daly (15h00)
🇺🇸 Federal Reserve – Discurso do diretor Thomas Barkin (15h00)
🇺🇸 Variação de estoques de petróleo API semanal (17h30)

Ibovespa e dólar de ontem

O Ibovespa fechou em alta de 2,24%, aos 98.937,16 pontos, com volume de R$ 26,7 bilhões.

Maiores altas do Ibovespa
CVCB3 +10,55% R$ 21,79
BTOW3 +9,31% R$ 119,00
QUAL3 +7,38% R$ 30,71
NULT3 +6,79% R$ 22,80
BBDC3 +6,38% R$ 20,67

Maiores baixas do Ibovespa
IRBR3 -1,76% R$ 9,51
NTCO3 -1,55% R$ 40,66
WEGE3 -1,48% R$ 53,20
KLBN11 -1,10% R$ 20,64
MRV3 -1,09% R$ 19,06

O câmbio teve mais um dia de volatilidade. O dólar fechou em alta de 0,61%, cotado a R$ 5,3518.

 

Deixe um comentário