Carrefour, Centauro e Casas Bahia ganham terreno na pandemia, diz BTG

LinkedIn

De acordo com o Valor, o relatório da equipe de análise do BTG Pactual que levanta dados de downloads de aplicativos de varejistas e total de visitas on-line mostra que as redes Casas Bahia, Carrefour (BOV:CRFB3) e Centauro (BOV:CNTO3)  tiveram os melhores desempenhos após março, início do isolamento social.

Na outra ponta, apresentaram números mais fracos para esses critérios Mercado Livre, Amazon, GPA, Riachuelo (BOV:GUAR3) e C&A (BOV:CEAB3). Com alguma evolução, mas menor que os seus concorrentes, ficaram Magazine Luiza e B2W.

Vale ressaltar que visualizações ou downloads não refletem diretamente resultado de receita das lojas. Um site pode ter milhares de visualizações ou de novos downloads e ter registrado menor índice de conversão em vendas que um site concorrente. Normalmente, os relatórios de bancos não reúnem dados de conversão.

Segundo o relatório publicado pelo BTG nesta semana, a Via Varejo (BOV:VVAR3) a participação dos sites da empresa no total de visitas, espécie de termômetro do “market share” on-line, passou de 11,4% para 13,2%. A alta foi sustentada basicamente pela Casas Bahia — Ponto Frio teve alta menos expressiva.

Magazine Luiza (BOV:MGLU3) registrou leve aumento, de 15,6% para 15,7%.

É o mesmo caso da Amazon no Brasil, que praticamente manteve estabilidade entre março e junho (de 10,3% para 10,2%).

O Mercado Livre caiu pouco mais de três pontos no período, para 36,8%.

No varejo alimentar, que tem registrado forte demanda on-line desde março, o Carrefour apurou alta de quase 30% no número de visitas, em junho sobre março, para 17,8 milhões. No GPA, apesar do crescimento frente ao início do ano, houve queda de 14% no mesmo período, de 4,2 milhões para 3,6 milhões.

O levantamento, realizado pelos analistas Luiz Guanais e Gabriel Savi, utiliza dados da Similarweb, empresa de tecnologia da informação, com sede nos Estados Unidos, que mede tráfego on-line.

Na área de moda, uma das que mais sente hoje o efeito da crise nas vendas, a Centauro se destacou considerando o critério usado no relatório, de downloads do “app” medido pelo Google Play. A curva após março mostra aceleração contínua no volume de consumidores baixando o aplicativo da rede, enquanto Riachuelo e C&A, que vinham numa alta até maio, em junho tiveram uma queda. A Renner também tem uma aceleração mês a mês, como a Centauro, mas num número de “baixas” menor de seu aplicativo.

Deixe um comentário