Nortis amplia fila das construtoras no caminho do IPO

LinkedIn

A incorporadora e construtora paulista Nortis pediu aval para oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), ampliando a onda do setor em busca de recursos no mercado de ações, numa aposta de que a taxa de juros na mínima história no país manterá o boom do crédito imobiliário.

A operação da Nortis envolve ofertas primária —papéis novos, cujos recursos vão para o caixa da companhia— e secundária, ações, detidas pelos sócios Carlos Eduardo Terepins, Fabio Terepins e Daniel Terepins. A Nortis foi criada em 2016 por Carlos e seu filho, Fabio, um ano depois de deixarem a Even Construtora, da qual foram fundadores e sócios.

A transação será coordenada por Itaú BBA, Bank of America, Santander, Caixa Econômica Federal e XP Investments, de acordo com o documento.

A empresa não informou no prospecto para quais fins pretende usar os recursos da venda de ações na oferta primária.

A Nortis é especializada na incorporação e construção de projetos de média-alta a altíssima renda, mas tem um braço de negócios, Vibra, focada nos segmentos de baixa renda e emergente, dentro do programa Minha Casa Minha Vida e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo.

De acordo com o prospecto, a companhia tem um banco de terrenos na capital paulista para os próximos 30 meses, com valor geral de vendas potencial (VGV) de cerca de 2,1 bilhões de reais para desenvolvimento exclusivo, com 24% desse montante devendo ser lançado ainda em 2020.

A Nortis teve no primeiro semestre receita líquida operacional de 93,7 milhões de reais, alta de 168% ante mesma etapa de 2019.

O pedido da Nortis amplia a fila de construtoras esperando por registro para também concluir uma oferta de ações, após a taxa básica de juros no país ter caído a 2,25% ao ano, com o Banco Central tentando ajudar a combater os efeitos recessivos da pandemia do coronavírus.

De fato, segundo dados mais recentes da Abecip, os empréstimos destinados à aquisição e à construção de imóveis avançaram 23,2% de janeiro a maio ante mesma etapa de 2019, atingindo 34,1 bilhões de reais, com a entidade afirmando que até então houve impacto reduzido da crise sobre o setor.

Mais cedo este mês, a Lavvi também pediu aval para IPO. Dias antes, a Riva 9 retomou planos de listagem, o mesmo que fez no fim de junho a também paulistana You Inc. Os processos de ambas haviam sido suspensos devido à volatilidade dos mercados provocada pela pandemia.

E a Inter Construtora, já listada no segmento de acesso Bovespa Mais, informou que está também avaliando realizar uma oferta pública de ações.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Deixe um comentário