Atividade manufatureira da China se expandiu em julho

LinkedIn

Os resultados de uma pesquisa privada na manhã desta segunda-feira (03) na China, mostraram que a atividade manufatureira se expandiu para o mês de julho.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI) da Caixin / Markit chegou a 52,8 em julho.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o PMI de manufatura Caixin / Markit chegasse a 51,3 em julho, em comparação com 51,2 em junho.

As leituras de PMI acima de 50 indicam expansão, enquanto as abaixo dessa sinalizam contração. As leituras do PMI são seqüenciais e indicam expansão ou contração mensal.

Na sexta-feira, a China informou que o PMI oficial que chegou a 51,1 em julho, comparado a 50,9 em junho, superando as previsões dos economistas de 50,7. A expansão no PMI oficial da China pelo quinto mês consecutivo ocorreu devido à demanda por produtos elétricos e farmacêuticos.

A pesquisa oficial do PMI normalmente pesquisa uma grande proporção de grandes empresas e empresas estatais. A pesquisa privada Caixin e IHS Markit apresenta um mix maior de empresas de pequeno e médio porte.

Trends ADVFN – Como o Ibovespa oscila no conflito entre EUA x China?

Embora recentemente tenha havido algum ressurgimento do vírus em partes da China, a oferta e a demanda melhoraram, acrescentou.

“No geral, as crises da epidemia em algumas regiões não afetaram a tendência de melhoria da economia manufatureira, que continuou a se recuperar à medida que mais medidas de controle da epidemia foram levantadas”, disse Wang.

No entanto, o emprego permaneceu fraco em julho, disse ele.

O estímulo político ajudou

A pesquisa privada mostrou que o estímulo político está ajudando a segunda maior economia do mundo em sua recuperação da pandemia, disse Julian Evans-Pritchard, economista sênior da China na Capital Economics, uma consultoria.

Ou seja, o indicador para pedidos de exportação permaneceu baixo em 48,3. A maior parte da força no indicador de novas encomendas – que chegou a 54,4 – deveu-se, portanto, à recuperação da demanda doméstica orientada por políticas, disse Evans-Pritchard em nota após a divulgação dos resultados da pesquisa.

“Os dados da pesquisa são consistentes com a nossa visão de que o estímulo político abriu o caminho para um período de crescimento acima da tendência na construção e indústria”, escreveu ele. “No curto prazo, isso deve ajudar a compensar a fraqueza contínua na atividade de consumo e serviços, permitindo que a economia como um todo retorne à sua tendência de pré-vírus até o final do ano”, acrescentou.

Os resultados oficiais da pesquisa de fabricação divulgados na semana passada também pintaram uma imagem de recuperação.

 

Deixe um comentário