JHSF (JHSF3) 2T20: Lucro líquido de R$ 256,9 milhões

LinkedIn

A JHSF registrou lucro líquido de R$ 259,6 milhões no segundo trimestre, crescimento de 1.375% ante o lucro de R$ 17,6 milhões obtido no mesmo período de 2019. A empresa foi beneficiada principalmente pelo crescimento de 531,8% nas vendas do empreendimento Fazenda Boa Vista, que compensou a queda na receita de shoppings, restaurantes e hotéis devido à pandemia.

Os resultados da JHSF (BOV:JHSF3) referente a suas operações do segundo trimestre de 2020, foram divulgados no dia 13/08/2020.
Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – cresceu 252,5%, para R$ 346,5 milhões. A margem Ebitda ajustada foi de 68%, ante 36,4% de um ano antes.
→ A JHSF possui valor de mercado de R$ 5,59 bilhões. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.
A receita subiu 80% de abril a junho, para R$ 253,2 milhões, na comparação anual, beneficiada principalmente pelo crescimento de 531,8% nas vendas do empreendimento Fazenda Boa Vista, que compensou a queda na receita de shoppings, restaurantes e hotéis devido à pandemia.

Já a última linha do balanço, além do crescimento de receita, foi beneficiada pelo reconhecimento de apreciação no valor justo das propriedades para investimentos de R$ 177,3 milhões, devido principalmente ao projeto Faria Lima Shops, por isso o lucro acabou sendo maior do que a receita.

A companhia também foi beneficiada pela redução de 71,6% na despesa financeira líquida, para R$ 17,2 milhões, devido à menor despesa com juros, decorrente da queda da Selic, bem como do menor spread médio pago pela companhia em linhas de financiamento.

Durante o segundo trimestre, a empresa ampliou sua estratégia digital. O CJ Fashion com mais de 300 marcas no portfólio teve alta de 271% das vendas. O serviço do CJ Concierge, que leva aos clientes qualquer produto, teve desempenho superior ao projetado, com
aumento de vendas de 332,5%. Os pedidos do Delivery Fasano cresceram 963,6% quando comparado ao primeiro trimestre.

Isso fomentou a a criação do CJ Food, novo aplicativo de gastronomia desenvolvido pela JHSF.

Em decorrência da suspensão temporária das atividades dos shoppings, os lojistas da JHSF foram isentos de cobrança de aluguel em abril e maio.

Para junho foi cobrado apenas o aluguel variável proporcional aos dias em que cada operação ficou aberta. De acordo com a empresa, as obras de expansão da Área Bruta Locável do Cidade Jardim Shops e do Shopping Cidade Jardim seguiram em andamento, e a expansão do Catarina Fashion Outlet foi acelerada.

“O processo de formação de terreno e vinculação de CEPACs para o projeto Faria Lima Shops foi concluído”, acrescentou. Em julho, a companhia adquiriu terreno a cerca de 2 minutos do Shopping Cidade Jardim onde desenvolverá projeto multiuso com torres residenciais integradas a um shopping center.

Dividendos

A empresa informou ainda que aprovou o pagamento de dividendos declarados na Assembleia Geral de Acionistas de 09 de abril de 2020, no montante de R$ 0,0787710961 por ação. Estes dividendos terão como base acionária para pagamento a data de 18 de agosto de 2020. Assim, as ações serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 19 de agosto de 2020.

Inicio de operações no aeroporto executivo

JHSF iniciou hoje as operações por instrumento IFR (“instrument flight rules”) em seu aeroporto executivo São Paulo Catarina, em São Roque (SP).

Os procedimentos de instrumentos foram aprovados e liberados para operação pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) ontem.

Esse conjunto de regras possibilita que as operações das aeronaves ocorram ainda que em condições meteorológicas desfavoráveis, que geram níveis reduzidos de visibilidade mínima e no período noturno, para ambas as cabeceiras da pista. Desse modo, o aeroporto tem autorização para funcionar 24 horas, todos os dias.

Deixe um comentário