Kepler Weber (KEPL3) 2T20: Lucro líquido de R$ 15,2 milhões

LinkedIn

Kepler Weber registrou lucro Líquido de R$15,2 milhões no 2T20, com margem líquida de 16,2% e +19,2 pontos percentuais maior que o 2T19. Nos semestre, o lucro líquido somou R$23,9 milhões frente a R$0,6 milhões de Lucro Líquido no período acumulado de 2019, com margem liquida de 10,8% e +10,6 pontos percentuais comparado ao mesmo período do ano anterior

Os resultados da Kepler Weber (BOV:KEPL3) referente a suas operações do segundo trimestre de 2020, foram divulgados no dia 13/08/2020.
Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – somou R$23,4 milhões positivo no 2T20, aumento de 100,0% em relação a R$11,7 milhões no 2T19. A margem EBITDA do trimestre foi de 24,9%, +14,9 pontos percentuais maior que o mesmo período de 2019. O EBITDA dos 6M20 atingiu R$40,9 milhões, maior que R$27,0 milhões observados nos 6M19. Já a margem EBITDA ficou em 18,5% nos 6M20 e +7,9 pontos percentuais maior que o mesmo período de 2019.
→ A Kepler Weber, der no mercado de equipamentos para armazenagem possui valor de mercado de R$ 1,17 bilhão. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.
Receita Líquida atingiu R$94 milhões no 2T20, e redução de 19,7% em relação a R$ 117,1 milhões do mesmo trimestre do ano anterior. No acumulado de 2020 a receita líquida atingiu R$221,5 milhões, redução de 13,0% em relação a R$254,6 milhões do acumulado de 2019.

Conforme a Kepler, os resultados do segundo trimestre continuaram sendo prejudicados pelo desempenho da empresa no segmento de armazenagem e pelo esgotamento dos recursos do PCA (Programa para Construção e Ampliação de Armazéns), do governo federal.

“Além disso, a decisão da companhia de suspender as atividades fabris nas plantas de Panambi (RS) e Campo Grande (MS) por três semanas, concedendo férias coletivas aos colaboradores como medida preventiva para evitar a disseminação do coronavírus e adequar as plantas aos novos protocolos de distanciamento, reduziu o faturamento do período”, informou a empresa no release de resultados.

A receita líquida do segmento de armazenagem da Kepler Weber no segundo trimestre de 2020 recuou 25,7% ante igual período de 2019, para R$ 58,7 milhões; a do segmento de exportações caiu 15,2%, para R$ 13,4 milhões; a de granéis diminuiu 60,1%, para R$ 3,1 milhões, enquanto a de peças e serviços aumentou 29%, para R$ 18,9 milhões.

“A cadeia produtiva do agronegócio continua produzindo e distribuindo alimentos e estamos confiantes de que o agronegócio será o propulsor socioeconômico da retomada brasileira. Para atender à demanda crescente por alimentos e equipamentos relacionados ao segmento, a companhia possui um plano robusto de inovação em produtos e serviços, além de um balanço sólido e consistente”, afirmou a Kepler no documento.

Segundo a empresa, o caixa no segundo trimestre chegou a R$ 143,5 milhões, 69,1% acima de igual intervalo do ano anterior.

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Comentários

  1. Felipe Marcelo Muniz diz:

    Kepler continua sendo uma boa oportunidade de longo prazo, porém ela acabou de chegar em uma resistência de cinco anos e deve ter problemas para romper! É um momento interessante para reduzir posição e aguardar se rompe ou não! Se romper vai longe, se voltar deve cair uns 30% em dois meses! Mas pra longo prazo é uma boa empresa!

Deixe um comentário