Omega Geração (OMGE3) 2T20: Prejuízo líquido de R$ 31,98 milhões

LinkedIn

O prejuízo líquido atribuído aos controladores da Omega Geração cresceu 27% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 31,98 milhões. A empresa diz que, devido à sazonalidade de suas atividades e ativos, 60% da produção de energia ocorre no segundo semestre do ano, o que desloca o lucro para esse período.

Os resultados da Omega Geração (BOV:OMGE3) referente a suas operações do segundo trimestre de 2020, foram divulgados no dia 05/08/2020.

→ A empresa de energia elétrica possui R$ 6,4 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

O Ebtida, lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização foi de R$ 108,1 milhões, 26% acima do registrado um ano antes.

A receita da geradora de energia variou positivamente 0,4% no segundo trimestre, para R$ 201,5 milhões, com uma melhora nas condições climáticas nos ativos eólicos, mas houve uma maior base de ativos compensada pela redução das operações de comercialização de energia.

O indicador de lucro bruto de energia foi de R$ 182,2 milhões no trimestre, 27% superior ao do mesmo período do ano anterior. Segundo a empresa, o trimestre teve uma umidade acima da média afetando a incidência de recursos nos principais complexos, mas operações de proteção e de comercialização de energia compensaram parcialmente uma produção mais fraca. O preço médio ficou em R$ 237,80 por megawatt-hora (MWh), 11% acima do preço contratado para o ano e 5% acima do registrado no segundo trimestre de 2019.

Os custos e despesas recorrentes sem depreciação subiram 86% na base anual, para R$ 45,2 milhões, refletindo as aquisições de Delta 7, Delta 8, Assuruá 3 e o trimestre completo dos complexos Assuruá 1 e 2.

 

→ Confira a agenda completa e a matéria dos resultados trimestrais do 2T20 de todas as empresas da B3.

Deixe um comentário