Bom dia ADVFN - Mercado mostra otimismo sobre vacinas e notícias de aquisições

LinkedIn
Esse é o Bom dia, Investidor! 14 de setembro de 2020, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!
As bolsas mundiais operam em alta nesta manhã, impulsionadas pela retomada dos testes da vacina da AstraZeneca e por notícias de grandes aquisições.

Na Ásiaas bolsas fecharam em alta. O índice Nikkei 225, do Japão, subiu 0,65%, enquanto índice Kospi, da Coreia do Sul, avançou 1,30%.

Na China, o Shangai SE subiu 0,57%. Já o índice Hang Seng, de Hong Kong, teve alta de 0,56%.

O conglomerado de tecnologia japonês SoftBank Group anunciou a venda da empresa de chips Arm Holdings no Reino Unido para a norte-americana Nvidia por US$ 40 bilhões.
Outra operação que ajuda a animar os mercados é a compra da Immunomedics pela americana Gilead Sciences, por US$ 21 bilhões.
Os índices futuros das bolsas de Nova York amanheceram em alta acelerada, após acumular queda nas duas primeiras semanas do mês. As ações do setor de tecnologia lideram as altas, reagindo à notícia de que a Oracle superou a Microsoft e deve levar as operações do TikTok nos Estados Unidos.
Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CL\V20) estão sendo negociados a US$ 37,21, queda de -0,3%. O Brent (NYMEX:BZ\V20) também opera em baixa de -0,3%, negociado a US$ 39,72.
Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 10.427. O ouro (COMEX:GC\U20) é negociado a US$ 1.943 por onça-troy.
Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 2,41%, cotados a 848.500 iuanes, equivalente hoje a US$ 124,36.

Coronavírus

A AstraZeneca retoma nesta segunda-feira (14) os testes da vacina contra a Covid-19.

Os testes da vacina contra Covid-19 desenvolvida por pesquisadores de laboratórios dos Estados Unidos e da Alemanha das empresas Pfizer e BioNTech, que estão na última fase de ensaio, podem ser ampliados para mais pessoas.

As empresas solicitaram ao Food and Drugs Administration (FDA), agência que atua como a Anvisa nos Estados Unidos, a autorização para aplicar as doses em mais 14 mil pessoas.

O mundo registra 29.026.240 de casos de coronavírus e 924.643 mortes, confirmadas hoje pela Universidade Johns Hopkins.

O Brasil totaliza 4.330.455 casos desde o início da pandemia e 131.625 óbitos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a volta dos estudos clínicos da vacina da Universidade de Oxford e do laboratório britânico AstraZeneca…

TRENDS ADVFN: COVID X OUTRAS PANDEMIAS – VEJA AS LIÇÕES QUE A HISTÓRIA NÃO TE ENSINA 

Brasil

Os Estados Unidos decidiram suspender a restrição dos voos saídos do Brasil. O Departamento de Segurança Interna (DHS) dos EUA anunciou a suspensão, que valerá a partir desta segunda-feira (14)…

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, 47 anos, foi internado para exames neste domingo (13), em Brasília, depois de mal-estar durante a madrugada. Segundo o ministério, Mendonça passa bem…

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, confirmou a ajuda do governo federal ao combate de focos de incêndio na região do Pantanal. De janeiro a agosto, o número de focos de incêndio na região foi maior do que a soma dos registros entre 2014 e 2019…

Poderes

O governo negocia a inclusão no texto da Constituição dos principais conceitos do Renda Brasil, programa social que vai substituir o Bolsa Família. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), informou que o objetivo é garantir o direito a uma renda mínima a todo cidadão brasileiro…

Justiça

O novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, definiu a pauta de julgamentos do plenário da Corte para os próximos três meses. A divulgação antecipada do calendário das sessões tem objetivo de promover a segurança jurídica e auxiliar o trabalho de todos os envolvidos nos processos que estão em tramitação.

Economia

O presidente Jair Bolsonaro vetou parte do perdão a dívidas de igrejas, medida que havia sido aprovada pelo Congresso Nacional. A anistia enfrentava resistência da equipe econômica e também foi desaconselhada por assessores jurídicos do presidente. Mesmo assim, Bolsonaro disse nas redes sociais que caso fosse do Legislativo derrubaria o veto…

A agenda da semana terá como destaque as reuniões dos bancos centrais do Brasil, Estados Unidos e Japão na quarta-feira e do Reino Unido na quinta-feira. Todos, porém, estão praticamente sem espaço de manobra para tentar ampliar o estímulo à economia, com juros perto de zero e programas de recompra de títulos em grande escala. No Brasil, o risco fiscal e o avanço recente da inflação devem impedir o Copom de cortar os juros além dos atuais 2,0% ao ano.

Nesta segunda-feira (14), a atividade econômica estará no centro das atenções com o Índice de Atividade do Banco Central consolidando os dados de julho (09h00), que mostraram descompasso na recuperação, com indústria e comércio surpreendendo para cima e varejo, para baixo. As estimativas para o IBC-Br são de crescimento menor que os 4,89% de junho na base mensal. No exterior, saem dados de emprego, indústria e varejo da China à noite.

🗓 AGENDA ECONÔMICA 🗓 14/09

🇯🇵 Produção Industrial (01h30)
🇪🇺 Produção industrial (06h00)
🇺🇸 Relatório mensal da OPEP (08h00)
🇧🇷 Boletim Focus (08h25)
🇧🇷 IBC-Br (09h00) ⭐️
🇧🇷 Balança comercial (15h00)
🇺🇸 Relatório do Departamento do Tesouro (16h00)
🇨🇳 Produção industrial (23h00) ⭐️
🇨🇳 Vendas no varejo (23h00) ⭐️
🇨🇳 Taxa do desemprego (23h00)

AVISO AO ACIONISTA

💰 Proventos Hoje 💰

Data “Com” – Nenhuma ação negociada como data “Com”…

Data “Ex”Banco do Brasil (BBAS) negociada como data “Ex”…

Pagamento – Tekno (TKNO) e Camil (CAML) agendados para hoje…

 

Ibovespa e dólar sexta

O Ibovespa fechou a sexta-feira (11) em queda de 0,48%, a 98.363,22 pontos, menor nível em dois meses, desde 7 de julho. O volume financeiro negociado foi de R$ 27,3 bilhões.

A Bolsa teve a segunda semana seguida de baixa, de 2,84%. É o maior recuo semanal em quase quatro meses, desde 15 de maio (-3,37%).

Maiores altas do Ibovespa

VALE3 +5,91% R$ 61,99
BRAP4 +4,44% R$ 44,94
NTCO3 +3,92% R$ 51,70
CSNA3 +3,45% R$ 15,91
PCAR3 +3,42% R$ 73,79

Maiores baixas do Ibovespa

GNDI3 -4,46% R$ 51,92
CIEL3 -4,31% R$ 44,07
IRBR3 -4,29% R$ 39,59
QUAL3 -3,93% R$ 65,50
CPFE3 -3,76% R$ 48,12

Confira todas as notícias que foram destaques corporativos no último pregão…

Trends da semana: WEGE3, VALE3, PETR4: QUEM GANHA E QUEM PERDE COM A REVOLUÇÃO DOS VEÍCULOS ELÉTRICOS?

Dólar

O dólar comercial emendou a segunda alta seguida, de 0,25%, e fechou a R$ 5,33. Na semana, a moeda acumulou alta de 0,47%, após cair por duas semanas.

Na BMF, o dólar futuro de outubro (BMF:DOLV20) fechou em leve queda a R$ 5,323 e o Índice Bovespa futuro de outubro (BMF:INDV20) fechou em queda de -0,2%, negociado a 98.150.

Na véspera do Copom, na próxima quarta-feira, o mercado de juros mantém a expectativa de que a Selic ficará estável em 2%, enquanto os riscos fiscais sustentam os prêmios dos contratos intermediários e longos do DI.

Ifix

O IFIX fechou a segunda semana de setembro em alta de 0,1%.

Entre os Fundos Imobiliários que puxaram a alta estavam: Grand Plaza Shopping (ABCP11), Kinea Renda Imobiliária (KNCR11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), Vinci Offices (VINO11), BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11).

Na outra ponta, as maiores quedas da carteira puderam ser vistas nos fundos: Hectare CE (HCTR11), CSHG Prime Offices (HGPO11), XP Properties (XPPR11), RBR Alpha Multiestratégia Real Estate (RBRF11), Santander Renda de Aluguéis (SARE11).

Acompanhe o preço do Ouro, Petróleo, Bitcoin, bolsas internacionais e muito mais em um único lugar e em tempero real: Monitor ADVFN

Conheça o Telegram ADVFN e fique por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro. 

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, A bula do mercado, Agência Brasil e BDM.

Deixe um comentário