Mercado asiático fecha em queda após fortes quedas de Wall Street no dia anterior

LinkedIn

As principais bolsas asiáticas fecharam em queda nesta sexta-feira (04), após fortes quedas de Wall Street no dia anterior, com destaque para as ações de tecnologia.

As bolsas americanas derreteram ontem, resultado de um forte movimento de realização de lucros no setor de tecnologia, que vinha sendo responsável por levar o mercado a bater recordes consecutivos nos últimos meses e a registrar um dos melhores agostos da história.

O movimento, que começou com o que parecia ser uma rotação de setores que subiram mais por outros menos valorizados, acentuou-se ao longo desta quinta-feira, à medida que os limites de baixa dos grandes investidores eram acionados, o que aumentou as vendas para zeragem de posições, realimentando as quedas e levando o índice Nasdaq a perder mais de 5,5% durante o pregão. As perdas acabaram contaminando também o S&P500 que, como o Nasdaq, vinha batendo recordes consecutivos graças à participação do setor de tecnologia, e o Dow Jones Industrial, que mesmo com uma fatia menor do setor terminou em baixa de mais de 2%.

A cautela nos EUA foi reforçada pelo fim de semana prolongado, por conta do feriado do Dia do Trabalho na segunda-feira. O índice do medo, o VIX, que mede a volatilidade do mercado, subiu 26% ontem.

As ações dos fornecedores da Apple na Ásia caíram, com a  Sharp e a Murata Manufacturing no Japão caindo 0,65% e 1,56%, respectivamente. As ações da Taiwan Semiconductor Manufacturing Company  também caíram 1,61%. A AAC Technologies em Hong Kong caiu 2,86%, na última hora de negociação. A gigante da tecnologia com sede em Cupertino viu suas ações despencarem 8% na quinta-feira, sua maior queda em um dia desde meados de março.

As ações da China continental fecharam em queda, com o índice de Xangai recuando -0,87%, para cerca de 3.355,37, enquanto o índice de Shenzhen fechou-0,84%. O índice Hang Seng de Hong Kong também fechou no negativo no final do pregão.
No Japão, o Nikkei 225 caiu -1,11% para fechar em 23.205,43. O índice Topix fechou em queda de -0,9%, encerrando o pregão em 1.616,60.
Na Coréia do Sul, o Kospi recuou em  -1,15%, a 2.368,25.
No geral, o índice MSCI Asia ex-Japão caiu -1,29%.
FECHAMENTO 🇯🇵🇨🇳🇭🇰🇰🇷 ÁSIA
🇯🇵 NIKKEI 225 -1,11% 🇯🇵
🇨🇳 SHANGAI -0,87%🇨🇳
🇭🇰 HANG SENG -0,94%
🇰🇷 KOSPI -1,15%🇰🇷

Austrália

Dias depois dos dados do produto interno bruto do trimestre mostrarem o país em recessão, o faturamento do varejo da Austrália aumentou 3,2% em uma base com ajuste sazonal em julho de 2020, de acordo com dados divulgados sexta-feira pelo Australian Bureau of Statistics.

Moedas

O índice do dólar , que acompanha o dólar norte-americano em comparação com a cesta de seus pares, estava em 92,750 (+0,02%).

🇺🇸 x 🇯🇵 – 106,16 (FX:USDJPY)
🇺🇸 x 🇨🇳 – 6,83 (FX:USDCNY)
🇺🇸 x 🇭🇰 – 7,75 (FX:USDHKD)
🇺🇸 x 🇰🇷 – 1.188 (FX:USDKRW)
🇺🇸 x 🇦🇺 – 1,37 (FX:USDAUD)

Commodities

Os preços do petróleo recuaram na tarde do pregão asiático, madrugada no Brasil, com os contratos futuros de referência internacional Brent em leve queda de -0,48%, para US$ 43,86 dólares por barril. Os contratos futuros de petróleo WTI também caíram -0,53%, para US$ 41,15 por barril.

Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em queda de 1,45%, cotados a 850.000 iuanes, equivalente hoje a US$ 124,32.

Deixe um comentário