Mercados europeus fecham em baixa em meio ao pico do coronavírus e as perspectivas de recuperação econômica

LinkedIn

As bolsas europeias fecharam em baixa na sexta-feira, com os investidores monitorando um aumento nos casos de coronavírus em todo o continente e as perspectivas de recuperação econômica.

Os casos de Covid-19 já ultrapassaram 30 milhões em todo o mundo, resultando em mais de 946.000 mortes. A Organização Mundial de Saúde alertou na quinta-feira para uma “situação muito grave” que surge na Europa, à medida que os casos aumentam significativamente em todo o continente, obrigando a uma reimplantação das medidas de bloqueio em certas regiões.

Uma pesquisa com economistas sugeriu que o ressurgimento de casos de coronavírus representam a maior ameaça à recuperação econômica da zona do euro, com o crescimento e a inflação mais propensos a apresentar surpresas negativas do que positivas no próximo ano.

Os mercados europeus devem receber uma transferência amplamente positiva da Ásia-Pacífico, onde as ações da China continental lideraram um aumento cauteloso durante as negociações de sexta-feira, interrompendo outra liquidação em Wall Street impulsionada por perdas adicionais para megastocks de tecnologia. Os mercados dos EUA também parecem preparados para uma abertura mista na sexta-feira.

Em meio a um período tumultuoso para as negociações do Brexit, o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, disse aos enviados em Bruxelas na quinta-feira que um acordo com o Reino Unido ainda é possível.

Com relação aos dados, as vendas no varejo britânico aumentaram 0,8% em agosto, continuando em uma inclinação constante e ligeiramente ultrapassando as expectativas médias dos economistas, de acordo com dados oficiais divulgados sexta-feira.

Euro Stoxx 50 (STOXX:SX5E) índice formado pelas 50 ações com maior liquidez, fechou em baixa de 1,1%, sendo cotado a 3.283,69.

Confira o Ranking dos papéis que mais subiram e caíram na Euronext.

O índice FTSE 100 (FTSE:UKX), principal indicador de desempenho do mercado acionário do Reino Unido representando a variação das cem principais companhias da Inglaterra, fechou em baixa, cotado a 6.007,05. Veja o desempenho de todos os ativos da terra da rainha.

Em Paris, o Índice CAC 40 (EU:PX1), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores da Euronext Paris, caiu 1,2%.

Na Itália, o índice BIT (BITI:FTSEMIB), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores de Milão, representando 10 diferentes setores da economia italiana desvalorizou 0,93%.

Confira o Toplist da principal bolsa italiana.

Na Alemanha, o índice DAX (DBI:DAX), composto pelas ações das 30 de empresas negociadas na Bolsa de Valores de Frankfurt (Deutsche Börse), fechou em baixa de 0,7%, sendo cotado a 13.116,25. Confira o ranking completo dos papéis negociados na Alemanha.

Deixe um comentário