Abbott Laboratories informa os resultados do terceiro trimestre de 2020

LinkedIn

Antes da abertura do mercado de quarta-feira, Abbott Laboratories (NYSE:ABT) relatou lucro ajustado de operações contínuas de US$ 0,98 por ação em US$ 8,9 bilhões em vendas no terceiro trimestre.

Analistas ouvidos pela FactSet haviam projetado lucro ajustado de US$ 0,90 centavos por ação em US$ 8,49 bilhões em vendas para o fabricante dos testes rápidos Covid-19.

A Abbott Laboratories também é negociada da B3 através do BDR (BOV:ABTT34).

Em comparação com o terceiro trimestre de 2019, o Abbott Labs registrou lucro de US$ 0,84 centavos de dólar por ação, com vendas de US$ 8,08 bilhões.

A empresa orientou para 2020 um lucro por ação ajustado de US$ 3,55. Normalmente não fornece orientação de vendas.

Os analistas projetam ganhos ajustados para 2020 de US$ 3,33 por ação sobre US$ 33,1 bilhões em vendas. Essas métricas aumentariam 3% e 4%, respectivamente, em relação a 2019. Isso marcaria o menor ganho percentual de lucro por ação da empresa desde 2016.

As ações da ABT saltaram 31% em 2020 até 28 de agosto, quando as ações da ABT atingiram um recorde de US$ 114,19. Naquela época, a Food and Drug Administration concedeu autorização de uso de emergência (EUA) para o teste Covid-19 de 15 minutos da Abbott. Além do mais, os EUA disseram que pagariam US$ 750 milhões por 150 milhões desses testes.

Em 28 de setembro, a Abbott anunciou que recebeu a marca CE para seu mais recente sistema de monitoramento de glicose, FreeStyle Libre 3. A marca CE é o selo de aprovação da União Europeia, mostrando que um produto atende aos requisitos de segurança, saúde e meio ambiente da UE. O novo sistema é menor que o Libre 2. Além disso, possui capacidade Bluetooth para que os usuários possam sincronizá-lo com seus smartphones para obter dados e alertas contínuos sem a necessidade de fazer uma varredura.

Deixe um comentário