Ações da Kimberly-Clark afundam após divulgação do relatório do 3T20

LinkedIn

As ações da Kimberly-Clark (NYSE:KMB) despencaram nas negociações de pré-mercado de quinta-feira (22), depois que a empresa de bens de consumo informou que os lucros do terceiro trimestre não foram bem antecipados por Wall Street.

O lucro líquido totalizou US$ 472 milhões, ou US$ 1,38 por ação, abaixo dos US$ 671 milhões, ou US$ 1,94 por ação, no ano passado.

O Lucro por ação ajustado de US$ 1,72 não atingiu o consenso do FactSet de US$ 1,76.

As vendas caíram no segmento profissional do negócio devido à pandemia do coronavírus.

“Embora os lucros no trimestre tenham caído conforme o esperado, estamos elevando nossa perspectiva para o ano inteiro e agora esperamos que o lucro ajustado por ação cresça de 9% a 11% este ano”, disse Mike Hsu, executivo-chefe da Kimberly-Clark, em um comunicado.

A Kimberly-Clark agora espera um lucro por ação ajustado para 2020 de US$ 7,50 a US$ 7,65, acima da orientação anterior de US$ 7,40 para US$ 7,60. E as vendas devem aumentar de 2% a 3%.

As vendas aumentaram para US$ 4,68 bilhões de US$ 4,64 bilhões no ano passado, e ficaram à frente da previsão da FactSet de US$ 4,60 bilhões.

O consenso da FactSet é de US$ 7,71 por lucro por ação e US$ 18,88 bilhões de vendas, sugerindo um aumento de 2,3%.

A reestruturação da empresa da Kimberly-Clark está prevista para ser concluída em 2021, com encargos totais na faixa de US$ 1,70 bilhões e US$ 1,90 bilhões. A reforma deve produzir uma economia anual antes dos impostos de US$ 500 milhões a US$ 550 milhões.

As ações da Kimberly-Clark ganharam quase 8% no ano.
Hoje (22) as ações caíram 4,8%, para US$ 141,45 dólares, até o momento da publicação.

CapturadeTela2020-10-22às12.13.59

 

A Kimberly-Clark também é negociada na B3 através da BDR (BOV:KMBB34).

Fontes: CNBC, FX empire, FX Street, Wall Street, Reuters

Deixe um comentário