EDP Brasil divulga volume de energia distribuída com queda de 3,5% no trimestre

LinkedIn

EDP Brasil (BOV:ENBR3) informou que o volume de energia elétrica distribuída registrou queda de 3,5% no terceiro trimestre, tendo caído 3,4% na EDP São Paulo e 3,6% na EDP Espírito Santo.

No acumulado de janeiro a setembro de 2020, o volume total de energia distribuída caiu 6,8%, sendo 5,5% a menos na EDP São Paulo e 8,7% a menos na EDP Espírito Santo.

O comunicado foi feito na manhã desta sexta-feira (09). O número de clientes livres aumentou 27,1% (sendo 164 clientes na EDP São Paulo e 100 clientes na EDP Espírito Santo), em função da migração dos clientes cativos para o mercado livre.

No segmento de geração hidroelétrica, o volume de energia vendida foi de 1,772 GWh, uma redução de 42,6% no trimestre, devido ao menor volume de energia vendida em Lajeado e Energest, decorrente do menor volume de contratos bilaterais estabelecidos no período.

No acumulado do ano, o volume de energia vendida caiu 29,1%, totalizando 4.938 GWh. A companhia ressaltou que sua estratégia de sazonalização foi de maior alocação para o segundo semestre de 2020.

O volume de energia térmica comercializada totalizou 6.408GWh no trimestre, aumento de 5,9%, decorrente da flexibilização das atividades comerciais após a intensificação da pandemia. No acumulado, o volume de energia totalizou 20.703 GWh, aumento de 58,9%, reflexo da comercialização do produto “venda de lastro”.

Lucro de R$ 237,2 milhões no 2T20

EDP Brasil encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ 237,2 milhões, cifra 25,5% maior que a observada em igual período de 2019. Segundo o presidente da elétrica, Miguel Setas, o resultado representa uma “virada de jogo”, após as quedas observadas nas principais métricas da empresa no primeiro trimestre.

A empresa pretende divulgar os resultados do 3T20 no dia 28 de outubro.

Deixe um comentário