Ambev (ABEV3): “Economize água: beba cerveja”

LinkedIn

Cada ano que passa a preocupação com os recursos naturais fica mais evidente. O Ministério do Meio Ambiente (MMA), por exemplo, divulgou dados de um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) que revelam que a população urbana, composta por mais de 50% dos habitantes do planeta, já é responsável pelo consumo de 70% de todos os recursos retirados da natureza. Para o ano de 2050, a previsão é que a população urbana chegue a 90%!

Com isso, a preservação ambiental abre espaço nas discussões políticas, econômicas e sociais. É só pensar nas candidaturas da última eleição, em que não foram poucos os pretendentes a cargos políticos que falaram a respeito de focar suas ações em iniciativas ecológicas. Muito disso, é claro, em virtude de uma pressãozinha, como é o caso daquela vinda da Frente Parlamentar Ambientalista, que em parceria com o SOS Mata Atlântica e a Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA) cobrou propostas municipais com um cunho ambiental mais expressivo.

Muitas dessas ações, é claro, são sentidas pela população, como aquelas de preservação de matas nativas (refletindo, sobretudo, na população de áreas rurais), de destino de resíduos sólidos (matéria orgânica e inorgânica) e saneamento. Com isso somado a tudo o que vemos na TV constantemente sobre o assunto, é inevitável que governo e população em geral também incentivem as empresas a se mexer em prol do meio ambiente.

Uma dessas empresas, e que tem assumido esse compromisso já há 25 anos, é a Ambev (BOV:ABEV3). Não é de se estranhar, afinal ela usa para a criação dos seus produtos o bem mais precioso – e escasso – da Terra: a água. E é justamente por isso que começamos a falar da empresa partindo desse tema, afinal o “economize água” está estampado na mídia e até mesmo nos letreiros dos ônibus – e saiba que tem até motel levantando essa bandeira, com o “economize água, tome banho junto”. Enfim, todos, a seu modo, trilhando o caminho sustentável.

Pacto com a ONU

A Ambev faz parte de um pacto global de sustentabilidade corporativa. É a maior iniciativa do mundo, composta de 14 mil membros, abrangendo 160 países. Com isso, a empresa toma para si também a responsabilidade de contribuir para o alcance de metas globais de sustentabilidade. Ao todo são 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (os chamados ODS), com previsão de ação entre 2015 e 2030.

Dentro dessa perspectiva, a empresa mantém atitudes em algumas frentes que têm mais a ver com seu negócio, como cuidado com a água, embalagem circular, agricultura sustentável, mudança climática e empreendedorismo (ética e anticorrupção). Segundo o relatório de sustentabilidade da Ambev (2019), “Nosso parque eólico na Bahia vai garantir que, até 2022, 100% da Budweiser produzida no Brasil seja feita com energia limpa. Investimos ainda em geração de energia elétrica a partir de biogás nas estações de tratamento de efluentes e apostamos na reciclagem de vidro e plástico. A meta é acabar com a poluição plástica das nossas embalagens até 2025”.

Em se tratando da água, a companhia participa de comitês de bacias hidrográficas em que possui operações industriais, mantendo um programa de recuperação bastante forte nessa frente. “O Programa Bacias foi criado em 2010, no Gama (DF), com a missão de restaurar o solo e a mata ciliar em Áreas de Proteção Permanente (APPs) às margens de rios e outros corpos d’água”, revela a empresa. A ação é feita em parceria com a WWF.

A Ambev também se destaca ao usar menos água na produção das bebidas. Mas fique calmo(a), isso não quer dizer que ela tem diminuído a água da sua cervejinha de cada dia e colocado outros ingredientes para compensar – embora um maltezinho a mais poderia ser interessante –, mas sim que, dentro de tooodo o processo de produção, ela economiza até 43% de água. Para cada litro de bebida envasado, hoje ela usa 3,04 litros de água – resultado recorde dos últimos 15 anos.

Outra ação da empresa é sobre a sua emissão de carbono na atmosfera, por meio da sua logística. A Ambev confirmou a encomenda de 100 caminhões elétricos, mas isso foi apenas o tira-gosto, porque a meta da companhia é adquirir 1.600 até o fim de 2023. Apesar do alto custo de produção desses veículos, a empresa vê com bons olhos que, a longo prazo, o investimento pode trazer resultados positivos não apenas na questão de imagem, mas também com redução de custo de manutenção e de operação.

Empresa sustentável?

Entre os diversos significados para a palavra “sustentável” existe o de que algo se sustenta, ou seja, possui solidez. Como apresentado até aqui, em questão de operações, devido às suas iniciativas ecológicas, a companhia demonstra trilhar um caminho que permite continuar firme e forte a longo prazo, com muita água rolando e cerveja chegando à mesa. Mas e sobre a empresa em si, os números são fortes como um touro da Caracu?

Ao todo a Ambev possui 84 cervejarias, maltarias e fábricas verticalizadas (Brasil, América Latina Sul, Caribe e Canadá), estando presente em 18 países, e 98 centros de distribuição direta no Brasil. A cerveja é o carro-chefe da companhia, e faz total sentido se pensar que ela é o fruto da união das duas mais antigas cervejarias do Brasil, a Antarctica (fundada em 1885) e a Brahma (de 1888), que saíram do ódio (como concorrentes) ao amor. Com a presença tão consolidada, a história da Ambev é marcada por um público fiel, para o qual as bebidas sempre desceram “muito mais redondo”.

Mas, pensando em um apocalipse zumbi, em que todas as bebidas alcoólicas deixam de ser encontradas nas prateleiras dos supermercados devido ao lockdown (assim como papel higiênico), o que resta para a Ambev?

“Temos também operações de refrigerantes, não alcoólicos e não carbonatados com marcas próprias como Guaraná Antarctica e Fusion, entre outras, no Brasil e através de uma parceria com a PepsiCo em diversos países em que operamos”, afirma a empresa. Vale destacar que essa relação com a Pepsi vai muito além de poder fabricar, vender e distribuir esse refrigerante concorrente daquele outro lá que com certeza você tem na sua geladeira: “em janeiro de 2002, expandimos nossa parceria com a PepsiCo para incluir a fabricação, venda e distribuição do Gatorade. Atualmente nosso portfólio de bebidas não alcoólicas inclui também as marcas H2OH!, no mercado de águas com sabor, e Lipton Ice Tea, no mercado de chás gelados, também vendidas sob licença da PepsiCo”, conclui a Ambev.

Veja o portfólio de marcas da Ambev:

 

Capturar23

Fonte: Divulgação Ambev.

Vale conhecer sem moderação

Além de saber sobre operações, solidez da marca e dos produtos, também é necessário conhecer os números da empresa. Só para se ter uma ideia, em 2010 a receita líquida da Ambev estava em R$ 25,2 bilhões; em 2020, o valor é mais do que o dobro, está acima de R$ 50 bilhões. O Brasil corresponde a 46% de participação nesses números. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos e amortização) saiu de R$ 11,7 bilhões em 2010 para R$ 22 bilhões em apenas cinco anos, e desde então vem ficando estável.

Em se tratando de valor de mercado, vale dizer que em 2014 Ambev valia mais do que a Petrobras. Enquanto a petrolífera valia US$ 96 bilhões, a empresa de bebidas estava em US$ 103 bilhões. Em 2020, o valor de mercado da Ambev é de R$ 238 bilhões. E as ações da empresa, como será que estão em questão de desempenho?

O gráfico a seguir mostra como têm performado as ações ABEV3 negociadas na bolsa de valores brasileira nos últimos cinco anos. Vale dizer que a companhia também negocia na bolsa de Nova Iorque, a Nyse.

abev3

Obs.: a última cotação data de 18 de novembro de 2020.

Gostou dessa análise? A ADVFN analisa graficamente em tempo real todas as companhias da bolsa, incluindo a Ambev.

Além de gráficos, você pode consultar uma análise completa da empresa e ter informações exclusivas sobre ela. E quer saber se Ambev é um investimento que está de acordo com seu perfil de investidor? Com o scanner ADVFN, você tem um raio-x ainda mais completo das empresas, com sugestões de compra de acordo com seu perfil de investimentos. Aproveite, e sem moderação!

 

Deixe um comentário