Localiza (RENT3): uma empresa que acelera sempre mais

LinkedIn

Se você já era um jovem na década de 1970, com certeza seu sonho, além de conquistar gatinhas, era ter um carro para chamar de seu. E deixa a gente adivinhar: o modelo que mais fazia sucesso na época (e que de quebra ainda ajudava na paquera) era o… Fusca. Apesar de ser um carro popular, ele tinha todo um charme característico, que inclusive foi imortalizado no filme hollywoodiano Herbie: meu fusca turbinado, de 1968. E com certeza você assistiu, talvez até sem gatinha ao lado, mas possivelmente de dentro do seu possante.

E foi justamente com uma frota modesta de seis modelos desse inconfundível veículo que a Localiza (BOV:RENT3) começou suas operações lá em 1973. Em 1981, a companhia já era líder de mercado dentro do segmento de locação de carros e em 1992 contava com nada menos do que 1.000 veículos em sua frota. A expansão foi rápida e consistente, o que repercutiu no mercado, fazendo a Localiza entrar em outra frente: franchising de aluguel de carros.

Para garantir a troca constante dos veículos, a fim de poder disponibilizar aos clientes sempre carros novos e com mais conforto, a empresa também abriu sua área de Seminovos, vendendo então seus veículos já usados há um tempo e, com o dinheiro obtido, investindo na compra de outros. Com isso, a Localiza garantia a satisfação do seu público e renovava a frota ao mesmo tempo. Por falar nisso, em 1999 a companhia já estava fazendo inclusive o aluguel de suas frotas.

Atualmente, as operações dela integram todas essas frentes e os números são bem expressivos. Em 2020, assim estava a distribuição, de acordo com a Apresentação Institucional da empresa (out./2020):

  • Aluguel de carros –491 carros; 10,9 milhões de clientes; 431 agências; 5.998 colaboradores.
  • Aluguel de frotas –637 carros; 425 colaboradores. Os carros são alugados para pessoa física ou jurídica, dentro e fora de aeroportos.
  • Franchising –757 carros; 97 agências no Brasil; 75 agências no exterior; 28 colaboradores. Esse negócio responde por uma pequena contribuição nos resultados da empresa, porém, na contramão disso, expande a marca para novos mercados.
  • Seminovos – 44,4% vendidos para o consumidor final; 129 lojas; 88 cidades; 1.557 colaboradores. Vale dizer que, em 2020, a empresa bateu recorde de vendas de seminovos em sua história, passando de 45 mil carros vendidos em um trimestre – isso em um período marcado pelos efeitos negativos da pandemia.

Até que os números aceleraram bem dos seis Fuscas para cá, não é mesmo?

Dando marcha a ré em alguns números

Com esse subtítulo que você acabou de ler, pode pensar que agora vamos falar de retração no desempenho da Localiza. Mas a verdade é que vamos voltar um pouco no tempo para fazer um comparativo.

Em 2011, a Revista ADVFN falava justamente da Localiza em sua seção Small Caps, mas os números, apesar de já causarem espanto na época, ainda eram modestos comparados aos apresentados pela companhia quase dez anos depois. “A frota atual da Localiza no Brasil é composta de mais de 100 mil carros, distribuídos em 467 agências. Há 424 unidades da empresa, das quais 236 são operadas pela própria companhia e 188 são franqueadas”, dizíamos.

O destaque ficava para a grande fase de aquisição de veículos, que saiu de 50 mil em 2006 para os 100 mil apresentados na matéria. A mesma razão que fez os números crescerem antes é a de hoje: seu relacionamento especial com montadoras. Devido à sua imagem já consolidada com elas, a Localiza consegue melhores vantagens financeiras, podendo barganhar.

O que também sempre foi uma vantagem competitiva para a companhia é poder captar recursos no mercado por meio de um elevado rating, o que dá segurança para os investidores. Avaliado por agências como Standard & Poors, Moody’s e Fitch, o indicador se manteve constante em AAA para a empresa no Brasil, à frente até mesmo dos concorrentes.

Hoje, possivelmente a companhia já não entraria mais na mesma seção de dez anos atrás, porque deixou de ser “small” há um tempo, respondendo por 1,6% de participação no Ibovespa – o simples fato de entrar para o índice já é considerado, para muitos investidores, um sinal de blue chips.

Na época, a ação RENT3 estava custando R$ 24,60. Agora, ela está cotada a mais de R$ 64,00. E, de acordo com o BB Investimentos, ela pode subir ainda mais, chegando a R$ 69,20. Já o Bradesco BBI é bem mais otimista e projeta um preço-alvo de R$ 70.

Veja como foi essa oscilação de 2015 para cá:

rent3

Obs.: a última cotação data de 18 de novembro de 2020.

A ADVFN analisa graficamente em tempo real todas as companhias da bolsa, incluindo Localiza. Além de gráficos, você pode consultar uma análise completa da empresa e ter informações exclusivas sobre ela.

Quem vem na contramão

Dentro do segmento de aluguel de carros da bolsa, a Localiza disputa espaço com Movida (MOVI3) e Maestro Frotas (MSRO3, que entrou recentemente na bolsa). Uma das suas maiores concorrentes era a Unidas (que se fundiu com outra concorrente, a Locamerica, tendo o ticker negociado como LCAM3), porém, no fim de 2020, as companhias colocaram um sinal vermelho nessa história.

Em vez de gastar tanto combustível se enfrentando, as gigantes locadoras optaram por seguir pela estrada juntas, lado a lado. O anúncio de fusão foi feito em novembro de 2020, mas o processo ainda vai passar pela vistoria do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), o órgão antitruste do Brasil, ou seja, aquele que regula esses processos de aquisições, fusões e outros para que isso não gere monopólios.

Sobre isso, o BTG se pronunciou revelando que o movimento é extremamente estratégico e gerará um player de escala global. “Acreditamos que o negócio deve capturar benefícios relevantes com a fusão das duas operações, como mais eficiência operacional, otimização do layout administrativo, ganhos de eficiência e uma melhoria significativa na estrutura de capital”, afirmam Marquiori, Recchia e Cavalieri.

Agora, só basta saber se a fusão entre Localiza e Unidas vai realmente acontecer. Enquanto o mercado espera, você pode aproveitar para saber se RENT3 é um investimento que está de acordo com seu perfil de investidor. Com o scanner ADVFN, você tem um raio-x ainda mais completo das empresas, com sugestões de compra de acordo com seu perfil de investimentos. Acesse e confira!

Deixe um comentário